Home | Livros | Companhia das Letras | A MÁQUINA DO GOLPE, VOL. 1: ENGRENAGENS MILITARES E APOIO EXTERNO
CLIQUE PARA AMPLIAR

A MÁQUINA DO GOLPE, VOL. 1: ENGRENAGENS MILITARES E APOIO EXTERNO

1964: Como foi desmontada a democracia no Brasil

Heloisa Murgel Starling

Você pode gostar também de

Companhia das Letrinhas

Antes e depois (Edição revista e atualizada)

Flavio de Souza

R$ 69,90

Companhia das Letras

Trilogia - Autor vencedor do Nobel de literatura 2023

Jon Fosse

R$ 69,90

Companhia das Letras

A transição inacabada

Lucas Pedretti

R$ 99,90

Zahar

Uma guerra afro-atlântica

Vincent Brown

R$ 149,90

Companhia das Letras

Golpe de misericórdia

Dennis Lehane

R$ 99,90

Companhia das Letras

Sobre literatura e história

Júlio Pimentel Pinto

R$ 99,90

Zahar

Uma enciclopédia nos trópicos

Beto Ricardo Ricardo Arnt

R$ 109,90

Companhia das Letras

Uma família feliz

Raphael Montes

R$ 59,90

Ficha Técnica

Formato: 0.00 X 0.00 cm Acabamento: E-book Lançamento: 18/03/2024
ISBN: 978-85-3593-802-9 Selo: Companhia das Letras Ilustração:

SOBRE O LIVRO

Heloisa Murgel Starling analisa o golpe de 1964 de forma precisa e inédita em livro serializado. Nesta primeira parte, a autora revisita a mobilização nacional, política e militar, assim como o auxílio prestado pelo governo dos Estados Unidos.

Recuperando com riqueza de detalhes o estopim da deflagração do golpe de 1964, Heloisa Murgel Starling esmiúça os antecedentes que pavimentaram a derrubada da presidência de João Goulart e deram início a uma ditadura militar de vinte e um anos. Na primeira parte de
A máquina do golpe, "Engrenagens militares e apoio externo", a historiadora evidencia a articulação entre militares e governadores na empreitada contra o presidente, e a disputa entre eles pela primazia do movimento golpista, descrevendo a concepção e a execução da quartelada do general Olympio Mourão Filho, a movimentação política do governador mineiro José de Magalhães Pinto, a atuação do general Carlos Luís Guedes, e a reação do general Castello Branco.

A essa intricada rede de conspiradores soma-se a indispensável participação política dos Estados Unidos, personificada no embaixador Lincoln Gordon, cujos esforços para neutralizar e derrubar Jango se fizeram por programas de financiamento a governadores anticomunistas, patrocínio eleitoral nas eleições parlamentares, além de treinamentos para capacitação policial e acordos militares.

Sobre o autor