Home | Livros | Zahar | VIGILÂNCIA LÍQUIDA
CLIQUE PARA AMPLIAR

VIGILÂNCIA LÍQUIDA

Zygmunt Bauman e David Yoon

R$ 69,90

/ À vista

Frequentemente comprados juntos

Zahar

Vigilância líquida

Zygmunt Bauman e David Yoon

R$ 69,90

Zahar

Retrotopia

Zygmunt Bauman

R$ 69,90

Zahar

Tempos líquidos (Nova edição)

Zygmunt Bauman

R$ 64,90

Preço total de

R$ 204,70

Adicionar ao carrinho

Você pode gostar também de

Zahar

A cultura no mundo líquido moderno

Zygmunt Bauman

R$ 64,90

Indisponível

Zahar

Retrotopia

Zygmunt Bauman

R$ 69,90

Zahar

Estado de crise

Zygmunt Bauman Carlo Bordoni

R$ 74,90

Zahar

Capitalismo parasitário

Zygmunt Bauman

R$ 59,90

Zahar

Cegueira moral

Zygmunt Bauman Leonidas Donskis

R$ 79,90

Indisponível

Zahar

Mal líquido

Zygmunt Bauman Leonidas Donskis

R$ 79,90

Indisponível

Zahar

Nascidos em tempos líquidos

Zygmunt Bauman Thomas Leoncini

R$ 59,90

Indisponível

Zahar

Tempos líquidos (Nova edição)

Zygmunt Bauman

R$ 64,90

Zahar

Estranhos à nossa porta

Zygmunt Bauman

R$ 64,90

Zahar

Sobre educação e juventude

Zygmunt Bauman

R$ 64,90

Zahar

Danos colaterais

Zygmunt Bauman

R$ 79,90

Indisponível

Ficha Técnica

Páginas: 160 Formato: 14.00 X 21.00 cm Peso: 0.234 kg Acabamento: Livro brochura Lançamento: 16/01/2014
ISBN: 978-85-3781-156-6 Selo: Zahar Ilustração:

SOBRE O LIVRO

Atualmente, nos governos, no setor privado e, sobretudo, no ramo de proteção,impera uma noção onipresente de segurança - contra ameaças terroristas, contra a ação de hackers, mas também contra os outros, os desconhecidos. Já que o risco nos espreita nos mais inesperados recantos da vida cotidiana, acatamos as medidas de segurança para o nosso próprio bem - e assim nos tornamos "servos voluntários" de uma vigilância que não se mostra, invisível, mas que nos vê.
Em Vigilância líquida, Zygmunt Bauman reflete sobre a fluidez da segurança no mundo de hoje. E explica a proliferação, em toda parte, dos dispositivos de controle, que incluem desde câmeras de vigilância a escâneres corporais.
Como tudo na modernidade líquida, a vigilância se dilui e se insinua no dia a dia, culminando com os mecanismos de fiscalização digital, postos em prática pela internet e as redes sociais.