Home | Livros | Companhia das Letras | A TRILOGIA DE NOVA YORK
CLIQUE PARA AMPLIAR

A TRILOGIA DE NOVA YORK

Paul Auster
Tradução: Rubens Figueiredo

R$ 77,90

R$ 62,32

/ À vista

Apresentação

Três narrativas ambientadas em Nova York, cidade que se torna a imagem de um labirinto mental feito de crimes e violência, pistas falsas e verdadeiras, acasos e equívocos.

Frequentemente comprados juntos

Companhia das Letras

A trilogia de Nova York

Paul Auster

R$ 62,32

Companhia das Letras

4 3 2 1

Paul Auster

R$ 104,90

Alfaguara

Meridiano de sangue (Nova edição)

Cormac McCarthy

R$ 74,90

Preço total de

R$ 242,12

Adicionar ao carrinho

Você pode gostar também de

Companhia das Letras

A invenção da solidão

Paul Auster

R$ 67,90

Alfaguara

Meridiano de sangue (Nova edição)

Cormac McCarthy

R$ 74,90

Indisponível

Companhia de Bolso

O caderno vermelho

Paul Auster

R$ 39,90

Companhia das Letras

Leviatã

Paul Auster

R$ 52,00

Indisponível

Companhia das Letras

O livro das ilusões

Paul Auster

R$ 54,90

Indisponível

Companhia das Letras

Noite do oráculo

Paul Auster

R$ 57,90

Indisponível

Alfaguara

Vida e destino

Vassili Grossman

R$ 114,90

Companhia das Letras

Timbuktu

Paul Auster

R$ 36,00

Indisponível

Companhia das Letras

Diário de inverno

Paul Auster

R$ 50,32

Ficha Técnica

Título original: The New York trilogy Páginas: 344 Formato: 14.00 X 21.00 cm Peso: 0.427 kg Acabamento: Livro brochura Lançamento: 21/01/1999
ISBN: 978-85-7164-856-2 Selo: Companhia das Letras Ilustração:

SOBRE O LIVRO

Três narrativas ambientadas em Nova York, cidade que se torna a imagem de um labirinto mental feito de crimes e violência, pistas falsas e verdadeiras, acasos e equívocos.

Nas três histórias deste livro, Paul Auster, talvez o mais nova-iorquino dos escritores americanos, confronta seus personagens com o mistério da identidade, do conhecimento e da arte. Em Cidade de vidro, um escritor de policiais é confundido com um detetive particular e passa a encarnar a sério o papel. Em Fantasmas, um detetive contratado para vigiar um homem transforma a tarefa num caso de vida ou morte. Em O quarto fechado, o amigo de um escritor desaparecido é atormentado pela culpa, depois que a suposta viúva o encarrega de publicar os originais do marido. Nova York se torna, aqui, a imagem de um labirinto mental feito de pistas falsas e verdadeiras, de acasos e equívocos: é na própria cidade que Auster se apóia para retrabalhar o gênero policial.

Sobre o autor

Prêmios