Home | Livros | Companhia de Bolso | O CADERNO VERMELHO
CLIQUE PARA AMPLIAR
Ler um trecho

O CADERNO VERMELHO

Paul Auster
Tradução: Rubens Figueiredo

R$ 44,90

/ À vista

Apresentação

Paul Auster, autor elogiado internacionalmente pela força imaginativa de seus romances, explora em O caderno vermelho acontecimentos do mundo "real" - grandes e pequenos, trágicos e cômicos - que revelam a natureza imprevisível e mutável da experiência humana.

Frequentemente comprados juntos

Companhia de Bolso

O caderno vermelho

Paul Auster

R$ 44,90

Companhia das Letras

Diário de inverno

Paul Auster

R$ 69,90

Companhia das Letras

A invenção da solidão

Paul Auster

R$ 79,90

Preço total de

R$ 194,70

Adicionar ao carrinho

Você pode gostar também de

Companhia das Letras

A invenção da solidão

Paul Auster

R$ 79,90

Companhia das Letras

Diário de inverno

Paul Auster

R$ 69,90

Companhia das Letras

A trilogia de Nova York

Paul Auster

R$ 89,90

Companhia das Letras

Viagens no scriptorium

Paul Auster

R$ 59,90

Companhia das Letras

Leviatã

Paul Auster

R$ 52,00

Indisponível

Companhia de Bolso

Meu nome é Vermelho

Orhan Pamuk

R$ 74,90

Companhia de Bolso

Coração das trevas

Joseph Conrad

R$ 49,90

Ficha Técnica

Título original: The red notebook (pocket) Páginas: 96 Formato: 12.50 X 18.00 cm Peso: 0.089 kg Acabamento: Livro brochura Lançamento: 02/06/2009
ISBN: 978-85-3591-474-0 Selo: Companhia de Bolso Ilustração:

SOBRE O LIVRO

Paul Auster, autor elogiado internacionalmente pela força imaginativa de seus romances, explora em O caderno vermelho acontecimentos do mundo "real" - grandes e pequenos, trágicos e cômicos - que revelam a natureza imprevisível e mutável da experiência humana.

Dividido em quatro partes, compostas por pequenas histórias independentes, O caderno vermelho tem no acaso seu elemento unificador. Fatos bizarros ricocheteiam em outros com precisão, mas se esquivam das expectativas do leitor: uma torta de cebola queimada, um engano ao telefone, um menino atingido por um raio, um homem que caiu de um telhado, um pedaço de papel encontrado num quarto de hotel em Paris - tudo isso compõe um jogo em que sorte, azar e coincidência são tão impressionantes que mais parecem ficção.

Sobre o autor