Home | Livros | Companhia das Letrinhas | UMA AMIZADE (IM)POSSÍVEL
CLIQUE PARA AMPLIAR
Ler um trecho

UMA AMIZADE (IM)POSSÍVEL

Autor: Lilia Moritz Schwarcz
Ilustrador: Spacca

Apresentação

Na escola, costumamos aprender que os primeiros contatos entre indígenas e europeus no Brasil não se deram de uma forma tão amigável. Neste livro, porém, Lilia Moritz Schwarcz resolve mostrar outra face do nosso passado colonial: do encontro de algumas semelhanças e muitas diferenças entre os dois povos, nasce uma amizade que não é tão impossível quanto parece.

Frequentemente comprados juntos

Companhia das Letrinhas

Uma amizade (im)possível

Lilia Moritz Schwarcz

R$ 49,90

Companhia das Letrinhas

Amoras

Emicida

R$ 39,90

Companhia das Letrinhas

E foi assim que eu e a Escuridão ficamos amigas

Emicida

R$ 31,92

Preço total de

R$ 121,72

Adicionar ao carrinho

Você pode gostar também de

Companhia das Letrinhas

Aldeias, palavras e mundos indígenas

Valeria Macedo

R$ 47,90

Indisponível

Companhia das Letrinhas

Malala, a menina que queria ir para a escola

Adriana Carranca

R$ 49,90

Indisponível

Companhia das Letrinhas

E foi assim que eu e a Escuridão ficamos amigas

Emicida

R$ 31,92

Quadrinhos na Cia

As barbas do imperador

Lilia Moritz Schwarcz

R$ 72,90

Companhia das Letras

Sobre o autoritarismo brasileiro

Lilia Moritz Schwarcz

R$ 64,90

Companhia das Letrinhas

Nós

Mauricio Negro

R$ 57,90

Indisponível

Ficha Técnica

Título original: Uma amizade (im)possivel Páginas: 64 Formato: 21.00 X 26.00 cm Peso: 0.24 kg Acabamento: Livro brochura Lançamento: 02/09/2014
ISBN: 978-85-7406-630-1 Selo: Companhia das Letrinhas Ilustração: Spacca

SOBRE O LIVRO

Na escola, costumamos aprender que os primeiros contatos entre indígenas e europeus no Brasil não se deram de uma forma tão amigável. Neste livro, porém, Lilia Moritz Schwarcz resolve mostrar outra face do nosso passado colonial: do encontro de algumas semelhanças e muitas diferenças entre os dois povos, nasce uma amizade que não é tão impossível quanto parece.

Pedro e Aukê têm a mesma idade e o mesmo tamanho do corpo e das mãos, embora suas vidas sejam muito diferentes: Aukê é um curumim tupinambá que não vê a hora de se juntar aos homens da tribo nas caçadas e batalhas através da floresta; enquanto Pedro é um portuguesinho recém-chegado à Terra de Santa Cruz, ansioso por explorar as praias e matas desconhecidas. Semelhanças e diferenças à parte, os dois meninos terão suas histórias cruzadas neste livro, ambientado no alvorecer da história do país, quando os primeiros contatos entre europeus e indígenas começavam a forjar a sociedade brasileira. Um rico glossário histórico-cultural ajudará o leitor a entender os desafios desse encontro, marcado pelo vermelho da tinta do pau-brasil e o sabor adocicado da cana-de-açúcar.

Sobre o autor

Material para o professor