Home | Livros | Alfaguara | CONVERSA NO CATEDRAL
CLIQUE PARA AMPLIAR

CONVERSA NO CATEDRAL

Mario Vargas Llosa
Tradução: Paulina Wacht e Ari Roitman

R$ 104,90

/ À vista
ou em até 2x no crédito de R$ 52,45

Apresentação

Reunidos no bar Catedral, dois amigos relembram fragmentos de suas vidas e recompõem o panorama político peruano nos anos 1950.

Frequentemente comprados juntos

Alfaguara

Conversa no catedral

Mario Vargas Llosa

R$ 104,90

Alfaguara

A guerra do fim do mundo

Mario Vargas Llosa

R$ 119,90

Alfaguara

Tempos ásperos

Mario Vargas Llosa

R$ 79,90

Preço total de

R$ 304,70

Adicionar ao carrinho

Você pode gostar também de

Alfaguara

A festa do bode

Mario Vargas Llosa

R$ 94,90

Alfaguara

A guerra do fim do mundo

Mario Vargas Llosa

R$ 119,90

Alfaguara

A cidade e os cachorros

Mario Vargas Llosa

R$ 89,90

Indisponível

Alfaguara

O herói discreto

Mario Vargas Llosa

R$ 79,90

Alfaguara

A casa verde

Mario Vargas Llosa

R$ 89,90

Indisponível

Alfaguara

Lituma nos Andes

Mario Vargas Llosa

R$ 74,90

Alfaguara

Tempos ásperos

Mario Vargas Llosa

R$ 79,90

Alfaguara

Cinco esquinas

Mario Vargas Llosa

R$ 69,90

Alfaguara

Os cadernos de Dom Rigoberto

Mario Vargas Llosa

R$ 79,90

Alfaguara

A tentação do impossível

Mario Vargas Llosa

R$ 64,90

Indisponível

Alfaguara

O sonho do celta

Mario Vargas Llosa

R$ 89,90

Alfaguara

Pantaleão e as visitadoras

Mario Vargas Llosa

R$ 74,90

Ficha Técnica

Páginas: 584 Formato: 15.00 X 23.40 cm Peso: 0.759 kg Acabamento: Livro brochura Lançamento: 22/02/2013
ISBN: 978-85-7962-202-1 Selo: Alfaguara Ilustração:

SOBRE O LIVRO

Reunidos no bar Catedral, dois amigos relembram fragmentos de suas vidas e recompõem o panorama político peruano nos anos 1950.

Publicado originalmente em 1969, Conversa no Catedral é um dos livros mais importantes do autor Prêmio Nobel Vargas Llosa e um dos romances mais poderosos da ficção latino-americana na segunda metade do século XX. Estamos no Peru, em meados dos anos 1960. Zavalita, jornalista e filho de uma família de classe média alta, e Ambrosio, antigo motorista de seu pai, se encontram num pequeno bar chamado Catedral. Enquanto bebem e desfilam recordações fragmentárias sobre suas vidas e seus conhecidos, recompõem, como um mosaico, o panorama político peruano nos anos 1950. Aos poucos, o leitor tem diante de si, não só um rico panorama histórico da América Latina - da busca da identidade de um país em meio à repressão e à corrupção desenfreada -, como uma fascinante história de amor e morte, que liga inextricavelmente os dois personagens.

Sobre o autor