Home | Livros | Alfaguara | AOS QUATRO VENTOS
CLIQUE PARA AMPLIAR

AOS QUATRO VENTOS

Ana Maria Machado

Frequentemente comprados juntos

Alfaguara

Aos quatro ventos

Ana Maria Machado

R$ 64,90

Companhia das Letras

A terra inabitável

David Wallace-Wells

R$ 84,90

Companhia das Letras

Estive em Lisboa e lembrei de você

Luiz Ruffato

R$ 59,90

Preço total de

R$ 209,70

Adicionar ao carrinho

Você pode gostar também de

Alfaguara

O mar nunca transborda

Ana Maria Machado

R$ 79,90

Alfaguara

Um mapa todo seu

Ana Maria Machado

R$ 74,90

Alfaguara

Palavra de honra

Ana Maria Machado

R$ 69,90

Alfaguara

Canteiros de saturno

Ana Maria Machado

R$ 79,90

Alfaguara

Tropical sol da liberdade

Ana Maria Machado

R$ 84,90

Alfaguara

Alice e Ulisses

Ana Maria Machado

R$ 59,90

Alfaguara

A audácia dessa mulher (Nova edição)

Ana Maria Machado

R$ 74,90

Alfaguara

Hoje tem espetáculo

Ana Maria Machado

R$ 64,90

Indisponível

Companhia das Letrinhas

Do outro lado tem segredos

Ana Maria Machado

R$ 74,90

Ficha Técnica

Páginas: 152 Formato: 15.00 X 23.40 cm Peso: 0.276 kg Acabamento: Livro brochura Lançamento: 03/02/2014
ISBN: 978-85-7962-267-0 Selo: Alfaguara Ilustração:

SOBRE O LIVRO

Autora vencedora do Prêmio Passo Fundo Zaffari & Bourbon de Literatura Romance premiado em 1994 pela União Brasileira de Escritores e pela Academia Brasileira de Letras Publicado em 1993 e premiado em 1994 pela União Brasileira de Escritores e pela Academia Brasileira de Letras, Aos quatro ventos é uma história de amor. Ou de amores, que se manifestam pela paixão dos amantes, pela amizade que atravessa tempos e oceanos, pela palavra, pela vida e pela liberdade. O livro é também uma homenagem comovente ao mundo das letras e dos livros. A escrita é uma paixão? Uma obsessão insana? Uma necessidade incontornável, como se obedecesse a forças sobrenaturais? Estas são questões que parecem perseguir o protagonista Guto. Diretor de uma empresa, subitamente ele descobre a escrita e, com ela, o fascínio de explorar o inesgotável universo da linguagem, atentando para o significado e o som das palavras, experimentando suas possibilidades, construindo um estilo e, sobretudo, servindo-se delas para o prazeroso - e muitas vezes difícil - diálogo com passado. A presença da memória afetiva é tão forte, aliás, que chega a ser "personagem" central, rivalizando com Vanda, esposa de Guto e professora de ciências, que sábia e calmamente vai acompanhando a entrega absoluta do marido aos encantos da escrita e da leitura. Até que, numa guinada inusitada, ela impede um desfecho talvez desastroso.

Sobre o autor