Home | Livros | Penguin-Companhia | CONFISSÕES DE SANTO AGOSTINHO
CLIQUE PARA AMPLIAR
Ler um trecho

CONFISSÕES DE SANTO AGOSTINHO

Santo Agostinho
Tradução: Lorenzo Mammì

R$ 49,90

/ À vista

Apresentação

Um marco da filosofia ocidental em nova tradução do latim de Lorenzo Mammì.

Frequentemente comprados juntos

Penguin-Companhia

Confissões de santo Agostinho

Santo Agostinho

R$ 49,90

Penguin-Companhia

Livro da vida

Santa Teresa d'Ávila

R$ 52,90

Companhia de Bolso

Origens do totalitarismo

Hannah Arendt

R$ 64,90

Preço total de

R$ 167,70

Adicionar ao carrinho

Você pode gostar também de

Companhia das Letrinhas

A grande caixa de livrinhos do bebê

Allan Ahlberg

R$ 63,92

Penguin-Companhia

David Copperfield

Charles Dickens

R$ 77,90

Clássicos Zahar

O corcunda de Notre Dame: edição comentada e ilustrada

Victor Hugo

R$ 104,90

Companhia das Letrinhas

O batalhão das letras

Mario Quintana

R$ 47,90

Indisponível

Companhia das Letras

O povo contra a democracia

Yascha Mounk

R$ 92,90

Paralela

After 5 - depois da promessa

Anna Todd

R$ 55,92

Companhia das Letras

Depois a louca sou eu

Tati Bernardi

R$ 49,90

Suma

O vilarejo

Raphael Montes

R$ 52,90

Companhia das Letras

Belo mundo, onde você está

Sally Rooney

R$ 51,92

Clássicos Zahar

Os três mosqueteiros: edição bolso de luxo

Alexandre Dumas

R$ 82,90

Ficha Técnica

Título original: Confessiones Páginas: 416 Formato: 13.00 X 20.00 cm Peso: 0.394 kg Acabamento: Livro brochura Lançamento: 12/04/2017
ISBN: 978-85-8285-047-3 Selo: Penguin-Companhia Ilustração:

SOBRE O LIVRO

Um marco da filosofia ocidental em nova tradução do latim de Lorenzo Mammì.

Redigido no século IV, entre Antiguidade e Idade Média, as Confissões de Agostinho de Hipona são ainda hoje um livro surpreendente. Por um lado, pela densidade poética e pela originalidade da escrita, e por inaugurar o gênero da autobiografia como história da formação de uma personalidade, elas representam um marco único na história da literatura ocidental. Por outro, Agostinho elabora nelas uma nova maneira de fazer filosofia, estranha à tradição antiga, por ser baseada não apenas em conceitos abstratos e deduções, mas sobretudo na observação fina dos movimentos psicológicos, das motivações interiores e do significado de pequenos fatos e gestos cotidianos. O resultado é uma leitura incontornável para todos os que se interessam por filosofia, história ou religião.

Sobre o autor