Home | Livros | Penguin-Companhia | A ILUSTRE CASA DE RAMIRES
CLIQUE PARA AMPLIAR

A ILUSTRE CASA DE RAMIRES

Eça de Queirós

R$ 59,90

/ À vista

Apresentação

Considerado por muitos um dos pontos altos da narrativa de Eça de Queirós, este livro traz uma importante reflexão sobre o poder das histórias que contamos.

Frequentemente comprados juntos

Penguin-Companhia

A ilustre Casa de Ramires

Eça de Queirós

R$ 59,90

Penguin-Companhia

Suave é a noite

F. Scott Fitzgerald

R$ 74,90

Penguin-Companhia

Marília de Dirceu

Tomás Antônio Gonzaga

R$ 39,90

Preço total de

R$ 174,70

Adicionar ao carrinho

Você pode gostar também de

Penguin-Companhia

Evguiêni Oniéguin

Aleksandr Púchkin

R$ 54,90

Clássicos Zahar

As aventuras de Tom Sawyer: edição comentada e ilustrada

MARK TWAIN

R$ 62,93

Companhia de Bolso

A cortina (Edição de bolso)

Milan Kundera

R$ 49,90

Companhia das Letras

Como organizar uma biblioteca

Roberto Calasso

R$ 69,90

Penguin-Companhia

Revelações sobre o amor divino

Juliana de Norwich

R$ 59,90

Companhia de Bolso

Prosas seguidas de Odes mínimas (Edição de bolso)

José Paulo Paes

R$ 39,90

Objetiva

Bilionários nazistas

David de Jong

R$ 119,90

Ficha Técnica

Páginas: 392 Formato: 13.00 X 20.00 cm Peso: 0.282 kg Acabamento: Livro brochura Lançamento: 20/03/2023
ISBN: 978-85-8285-160-9 Selo: Penguin-Companhia Capa: Alceu Chiesorin Nunes Ilustração:

SOBRE O LIVRO

Considerado por muitos um dos pontos altos da narrativa de Eça de Queirós, este livro traz uma importante reflexão sobre o poder das histórias que contamos.

Final do século XIX, Portugal. Gonçalo Mendes Ramires é um aristocrata rural, ansioso por ascender socialmente. Por sugestão de um antigo colega da Universidade de Coimbra, ele resolve escrever um livro que exalte os feitos de sua linhagem, narrando as agruras de Tructesindo Ramires, seu antepassado distante.
Fazendo da linguagem um potente artifício na construção de histórias e usando-a da forma que melhor lhe convém, Gonçalo tem como objetivo integrar o Parlamento português -- fato que lhe conferiria o máximo prestígio e pelo qual está disposto a distorcer a realidade.
Publicado originalmente em 1900, A ilustre Casa de Ramires foi impresso postumamente. Vista de forma ambígua, a obra já foi considerada uma ode a Portugal, mas também uma contundente crítica aos costumes do período.

* Leitura obrigatória do vestibular da Fuvest.

Sobre o autor