Home | Livros | Penguin-Companhia | S. BERNARDO
CLIQUE PARA AMPLIAR

R$ 39,90

/ À vista

Apresentação

Obra magistral de Graciliano Ramos, S. Bernardo são as memórias de um homem que deseja se apoderar de tudo o que encontra, sem se importar com as consequências.

Frequentemente comprados juntos

Penguin-Companhia

S. Bernardo

Graciliano Ramos

R$ 39,90

Penguin-Companhia

Angústia

Graciliano Ramos

R$ 39,90

Penguin-Companhia

Vidas secas

Graciliano Ramos

R$ 29,90

Preço total de

R$ 109,70

Adicionar ao carrinho

Você pode gostar também de

Penguin-Companhia

Espumas flutuantes / Os escravos

Castro Alves

R$ 64,90

Companhia das Letras

Viagem a Portugal (Edição especial)

José Saramago

R$ 199,90

Companhia de Bolso

Poesia completa de Alberto Caeiro (Edição de bolso)

Fernando Pessoa

R$ 44,90

Companhia das Letras

O gaucho insofrível

Roberto Bolaño

R$ 69,90

Companhia de Bolso

Os versos satânicos

Salman Rushdie

R$ 59,90

Quadrinhos na Cia

Morte e vida severina (Edição em quadrinhos)

João Cabral de Melo Neto

R$ 119,90

Companhia das Letras

A arte perdida das escrituras

Karen Armstrong

R$ 159,90

Ficha Técnica

Páginas: 192 Formato: 13.00 X 20.00 cm Peso: 0.188 kg Acabamento: Livro brochura Lançamento: 08/02/2024
ISBN: 978-85-8285-184-5 Selo: Penguin-Companhia Ilustração:

SOBRE O LIVRO

Obra magistral de Graciliano Ramos, S. Bernardo são as memórias de um homem que deseja se apoderar de tudo o que encontra, sem se importar com as consequências.

A fazenda S. Bernardo, em Viçosa, Alagoas, se torna propriedade de Paulo Honório, sujeito cascudo e grosseiro que narra este romance. Sua trajetória nessas terras se inicia como humilde funcionário e é transformada, anos depois, quando ele as adquire de seu ex-patrão. A passagem de empregado a empregador reverbera enormemente no narrador, que passa a ver tudo e todos à sua volta pela ótica da divisão do trabalho -- inclusive este livro.
Em texto de 1946, reproduzido nesta edição, Graciliano Ramos afirma sobre o protagonista: "um criminoso, resumo de certos proprietários rijos existentes no Nordeste. [...] um tipo vermelho, cabeludo, violento, de mãos duras, sujas de terra como raízes, habituadas a esbofetear caboclos na lavoura". Relato de um homem ambicioso, S. Bernardo é o retrato da desigualdade econômica e social de um país onde a posse da terra significa poder absoluto.


A edição conta com estabelecimento de texto de Ieda Lebensztayn, crítica literária e doutora em literatura brasileira pela Universidade de São Paulo (USP), e posfácio de Paulo Massey, professor e doutorando em sociologia pela Universidade Federal do Ceará (UFCE).

Sobre o autor