Livro acessível
0
Carrinho
Catálogo / Companhia das Letras / LUGAR NENHUM
#LUGARNENHUM
Convidados a examinar os documentos que estão na origem deste livro, os historiadores José Murilo de Carvalho, Daniel Aarão Reis Filho e Ângela Maria de Castro Gomes foram unânimes: trata-se de material "de valor histórico inestimável para a sociedade brasileira". Coordenadora da Coleção - Heloisa M. Starling
Apresentação
Entre os incontáveis mistérios que cercam o período da ditadura civil-militar no Brasil (1964-85), a ocultação dos arquivos secretos da repressão é um dos mais controversos. Desde a volta da democracia, em 1985, sucessivas tentativas de abrir os arquivos do Exército, da Marinha e da Aeronáutica foram feitas pelo Ministério Público e pela Justiça. Mas a resposta dos militares era sempre a mesma: foram destruídos e não há vestígio deles em nenhum setor das Forças Armadas. Nesta brilhante reportagem investigativa que inaugura a coleção Arquivos da Repressão no Brasil, Lucas Figueiredo mostra que não é bem assim. O jornalista teve acesso a um conjunto de microfilmes do Cenimar - o temido Centro de Informações da Marinha. O material foi examinado por peritos da Biblioteca Nacional, que atestaram sua autenticidade, e analisado por historiadores renomados, que foram unânimes quanto a sua importância. Os documentos não deixam dúvida: os militares sempre souberam mais do que revelaram. Desde o início, tinham registros precisos sobre o destino de presos políticos tidos como "desaparecidos", mas na realidade mortos pela repressão. Ainda existem registros desconhecidos sobre o período? Por que os militares insistem em ocultar seus arquivos, mesmo passados trinta anos do fim do regime ditatorial? Por que, de Sarney a Dilma, nenhum presidente civil do pós-ditadura obrigou a Marinha, a Aeronáutica e o Exército a abrir seus arquivos secretos? O que esse impasse diz sobre o poder das Forças Armadas e a democracia no Brasil de hoje? Eis algumas perguntas que este livro procura responder. Farto em informações inéditas e escrito com agilidade e precisão, Lugar nenhum revolve feridas abertas e traz à luz uma página sombria da história brasileira.
Ficha Técnica
Título original: LUGAR NENHUM
Páginas: 248
Formato: 13.70 X 21.00 cm
Peso: 0.296 kg
Acabamento: Livro brochura
Lançamento: 29/09/2015
ISBN: 9788535926408
Selo: Companhia das Letras
Série
O BRASIL CONTRA A DEMOCRACIA - A ditadura, o golpe no Chile e a Guerra Fria na América do Sul
Roberto Simon
Uma nova história sobre a política do Brasil na América do Sul dos anos 1970, que captura o leitor desde as primeiras linhas. Leia +
OS FUZIS E AS FLECHAS
Rubens Valente
Reconstituindo episódios desconhecidos, repórter revela sofrimento dos indígenas durante a ditadura militar. Leia +
HERÓI MUTILADO - Roque Santeiro e os bastidores da censura à TV na ditadura
Laura Mattos
Um livro extremamente atual, que chama a atenção para o fato de que a censura conta com o suporte de parte da sociedade e sempre terá, na ditadura ou na democracia, defensores confessos e aqueles que levantam a bandeira da liberdade de expressão, desde que concordem com o que é dito. Leia +
LUGAR NENHUM
Lucas Figueiredo
Convidados a examinar os documentos que estão na origem deste livro, os historiadores José Murilo de Carvalho, Daniel Aarão Reis Filho e Ângela Maria de Castro Gomes foram unânimes: trata-se de material "de valor histórico inestimável para a sociedade brasileira". Coordenadora da Coleção - Heloisa M. Starling Leia +
TANQUES E TOGAS - O STF e a ditadura militar
Felipe Recondo
Baseado em ampla pesquisa histórica com documentação inédita, o jornalista Felipe Recondo apresenta, em Tanques e togas, o mais completo relato sobre o papel do Supremo Tribunal Federal durante os anos de ditadura. Leia +
Autor
Comentários

Deixe seu comentário

Você deve estar logado para comentar
Faça seu login

Assine a newsletter da Companhia