Home | Livros | Companhia das Letras | O BRASIL CONTRA A DEMOCRACIA
CLIQUE PARA AMPLIAR
Ler um trecho

O BRASIL CONTRA A DEMOCRACIA

A ditadura, o golpe no Chile e a Guerra Fria na América do Sul

Roberto Simon

Apresentação

Uma nova história sobre a política do Brasil na América do Sul dos anos 1970, que captura o leitor desde as primeiras linhas.

Frequentemente comprados juntos

Companhia das Letras

O Brasil contra a democracia

Roberto Simon

R$ 117,90

Companhia das Letras

Tanques e togas

Felipe Recondo

R$ 72,90

Companhia das Letras

Lugar nenhum

Lucas Figueiredo

R$ 49,90

Preço total de

R$ 240,70

Adicionar ao carrinho

Você pode gostar também de

Companhia das Letras

Pálido ponto azul (Nova edição)

Carl Sagan

R$ 67,90

Paralela

Para ressignificar um grande amor

Akapoeta

R$ 54,90

Companhia das Letras

Formação econômica do Brasil

Celso Furtado

R$ 72,90

Quadrinhos na Cia

Grande sertão: veredas (Edição em quadrinhos)

João Guimarães Rosa

R$ 99,90

Indisponível

Companhia das Letras

No seu pescoço

Chimamanda Ngozi Adichie

R$ 59,90

Indisponível

Objetiva

Felicidade autêntica (Nova edição)

Martin E. P. Seligman

R$ 82,90

Indisponível

Zahar

O Seminário, livro 11

Jacques Lacan

R$ 122,90

Indisponível

Companhia das Letras

Dostoiévski

Joseph Frank

R$ 179,90

Indisponível

Suma

Mr. Mercedes

Stephen King

R$ 77,90

Edição Econômica

O tempo e o vento - parte 1

Erico Verissimo

R$ 67,90

Suma

Achados e perdidos

Stephen King

R$ 72,90

Ficha Técnica

Páginas: 496 Formato: 16.00 X 23.00 cm Peso: 0.88 kg Acabamento: Livro brochura Lançamento: 08/02/2021
ISBN: 978-85-3593-434-2 Selo: Companhia das Letras Capa: Ilustração:

SOBRE O LIVRO

Uma nova história sobre a política do Brasil na América do Sul dos anos 1970, que captura o leitor desde as primeiras linhas.

Baseado em extensa pesquisa documental e escrito com brilho, O Brasil contra a democracia demonstra como a ditadura brasileira agiu para derrubar a democracia chilena e serviu de apoio -- e modelo -- na construção do regime militar sob Augusto Pinochet. Essa intervenção não foi fruto de ações episódicas e autônomas, mas de uma política de Estado.
Neste livro, Roberto Simon desmonta a imagem do país como servente fiel, automaticamente alinhado a Washington: o regime militar brasileiro tinha suas motivações -- geopolíticas, domésticas, ideológicas, econômicas -- para intervir no Chile. Por outro lado, refuta a tese de que a ação do Brasil no Chile teria sido iniciativa de alguns radicais dentro do regime e mostra como o Itamaraty era parte fundamental da repressão a brasileiros fora do território nacional, espionando e perseguindo exilados.
O Brasil contra a democracia é um divisor de águas na historiografia do período e um clássico imediato.

Sobre o autor