Home | Livros | Companhia das Letras | CONTRA A MORAL E OS BONS COSTUMES
CLIQUE PARA AMPLIAR
Ler um trecho

CONTRA A MORAL E OS BONS COSTUMES

A ditadura e a repressão à comunidade LGBT

Renan Quinalha

R$ 94,90

/ À vista

Apresentação

Um mergulho no período mais sombrio da nossa história recente para revelar as políticas morais que fundamentam a repressão aos grupos LGBT.

Frequentemente comprados juntos

Companhia das Letras

Contra a moral e os bons costumes

Renan Quinalha

R$ 94,90

Companhia das Letras

Casa de alvenaria - Volume 1: Osasco

Carolina Maria de Jesus

R$ 47,90

Companhia das Letras

Casa de alvenaria - Volume 2: Santana

Carolina Maria de Jesus

R$ 67,90

Preço total de

R$ 210,70

Adicionar ao carrinho

Você pode gostar também de

Companhia das Letras

Casa de alvenaria - Volume 1: Osasco

Carolina Maria de Jesus

R$ 47,90

Companhia das Letras

Política é para todos

Gabriela Prioli

R$ 49,90

Objetiva

Devassos no Paraíso (4ª edição, revista e ampliada)

João Silvério Trevisan

R$ 87,90

Companhia das Letras

O Brasil contra a democracia

Roberto Simon

R$ 117,90

Indisponível

Companhia das Letras

Casa de alvenaria - Volume 2: Santana

Carolina Maria de Jesus

R$ 67,90

Companhia das Letras

Herói mutilado

Laura Mattos

R$ 109,90

Companhia das Letras

A extinção das abelhas

Natalia Borges Polesso

R$ 72,90

Companhia das Letras

A Universidade Desconhecida

Roberto Bolaño

R$ 104,90

Companhia das Letras

Encaixotando minha biblioteca

Alberto Manguel

R$ 52,90

Companhia das Letras

O avesso da pele - Vencedor Jabuti 2021

Jeferson Tenório

R$ 72,90

Ficha Técnica

Páginas: 416 Formato: 16.00 X 23.00 cm Peso: 0.632 kg Acabamento: Livro brochura Lançamento: 08/09/2021
ISBN: 978-85-3592-871-6 Selo: Companhia das Letras Capa: Kiko Farkas Ilustração:

SOBRE O LIVRO

Um mergulho no período mais sombrio da nossa história recente para revelar as políticas morais que fundamentam a repressão aos grupos LGBT.

Contra a moral e os bons costumes disseca as políticas sexuais da ditadura brasileira, abordando o controle moral violento e repressivo direcionado aos grupos LGBT pelo aparato militar nos anos de chumbo. Professor de direito da Unifesp, advogado e ativista no campo dos direitos humanos, Renan Quinalha utiliza farta documentação de época, em especial os arquivos trabalhados pela Comissão da Verdade, para demonstrar que, apesar de ter raízes históricas mais antigas, no regime iniciado com o Golpe de 64 a repressão às pessoas que desafiavam a heteronormatividade ganhou nova dimensão.
Além de revelar a sistematização da violência em todos os níveis – perseguição e censura a veículos como Lampião e Chana com Chana, fechamento dos pontos de encontro da comunidade, prisões, espancamentos, tortura –, Quinalha demonstra como um movimento social tão jovem como o LGBT conseguiu não apenas sobreviver, mas trilhar um caminho de conquistas de direitos fundamentais.

Sobre o autor