Home | Livros | Companhia das Letras | CADERNOS DE LANZAROTE II (NOVA EDIÇÃO)
CLIQUE PARA AMPLIAR

CADERNOS DE LANZAROTE II (NOVA EDIÇÃO)

José Saramago

R$ 104,90

/ À vista
ou em até 2x no crédito de R$ 52,45

Apresentação

O grande narrador português abre seus diários e oferece um verdadeiro banquete de reflexões e desabafos sobre temas os mais variados, tratados com franqueza, bom humor e muita inteligência.

Frequentemente comprados juntos

Companhia das Letras

Cadernos de Lanzarote II (Nova edição)

José Saramago

R$ 104,90

Companhia das Letras

Cadernos de Lanzarote I (Nova edição)

José Saramago

R$ 114,90

Companhia das Letras

Submundo (Nova edição)

Don DeLillo

R$ 154,90

Preço total de

R$ 374,70

Adicionar ao carrinho

Você pode gostar também de

Companhia das Letras

Cadernos de Lanzarote I (Nova edição)

José Saramago

R$ 114,90

Companhia das Letras

O caderno (Nova edição)

José Saramago

R$ 69,90

Companhia das Letras

Submundo (Nova edição)

Don DeLillo

R$ 154,90

Companhia das Letras

Odisseia (Edição comentada)

Homero

R$ 149,90

Companhia das Letras

Incidente em Antares (Edição especial)

Erico Verissimo

R$ 152,92

Companhia das Letras

Rosa Egipcíaca

Luiz Mott

R$ 159,90

Companhia das Letras

Um livro dos dias

Patti Smith

R$ 119,90

Companhia das Letras

As pequenas memórias (Nova edição)

José Saramago

R$ 69,90

Companhia das Letras

Triste não é ao certo a palavra

Gabriel Abreu

R$ 62,91

Alfaguara

Stella Maris

Cormac McCarthy

R$ 69,90

Companhia das Letras

A invasão do povo do espírito

Juan Pablo Villalobos

R$ 79,90

Companhia das Letras

A nova era do império

Kehinde Andrews

R$ 89,90

Ficha Técnica

Páginas: 432 Formato: 14.00 X 21.00 cm Peso: 0.508 kg Acabamento: Livro brochura Lançamento: 14/04/2023
ISBN: 978-65-5921-175-3 Selo: Companhia das Letras Ilustração:

SOBRE O LIVRO

O grande narrador português abre seus diários e oferece um verdadeiro banquete de reflexões e desabafos sobre temas os mais variados, tratados com franqueza, bom humor e muita inteligência.


José Saramago mora em Lanzarote, uma das ilhas Canárias. Ali, em 1993, começou a compor um diário cujo primeiro volume abrange os anos de 1993, 94 e 95 (Companhia das Letras, 1997), enquanto este cobre 1996 e 1997. O autor pode falar sobre tudo: a família, os amigos, as coisas cotidianas, as coisas extraordinárias, as viagens constantes, o Brasil, os muitos brasileiros que conhece, as tarefas que decorrem da sua profissão, do seu modo de escrever etc. Para um escritor, manter um diário é trabalhar. O tom pode ser mais informal e nenhum projeto propriamente dito se explicita, mas a obra é legível em cada página. Entre coisas e pessoas, hábitos e decisões, afetos e idéias, o trabalho de José Saramago é escolher suas afinidades e gerar sua escrita humanizadora.

Sobre o autor