Home | Livros | Companhia das Letras | ROSA EGIPCÍACA
CLIQUE PARA AMPLIAR

ROSA EGIPCÍACA

Uma santa africana no Brasil

Luiz Mott

R$ 159,90

/ À vista
ou em até 3x no crédito de R$ 53,30

Apresentação

A incrível e pouco conhecida história de Rosa Egipicíaca ganha nova edição acrescida de informações inéditas sobre seus últimos dias de vida.

Frequentemente comprados juntos

Companhia das Letras

Rosa Egipcíaca

Luiz Mott

R$ 159,90

Companhia das Letras

Freud (1917-1920) - Obras completas volume 14

Sigmund Freud

R$ 109,90

Companhia das Letras

Latim em pó

Caetano W. Galindo

R$ 59,90

Preço total de

R$ 329,70

Adicionar ao carrinho
A nova era do império

Companhia das Letras

A nova era do império

Kehinde Andrews

R$ 89,90

Revelações sobre o amor divino

Penguin-Companhia

Revelações sobre o amor divino

Juliana de Norwich

R$ 50,92

Negro sou

Zahar

Negro sou

Guerreiro Ramos

R$ 79,90

Um livro dos dias

Companhia das Letras

Um livro dos dias

Patti Smith

R$ 119,90

Os detetives da Linha Púrpura

Companhia das Letras

Os detetives da Linha Púrpura

Deepa Anappara

R$ 89,90

Triste não é ao certo a palavra

Companhia das Letras

Triste não é ao certo a palavra

Gabriel Abreu

R$ 69,90

Odisseia (Edição comentada)

Companhia das Letras

Odisseia (Edição comentada)

Homero

R$ 149,90

Incidente em Antares (Edição especial)

Companhia das Letras

Incidente em Antares (Edição especial)

Erico Verissimo

R$ 179,90

Submundo (Nova edição)

Companhia das Letras

Submundo (Nova edição)

Don DeLillo

R$ 154,90

Dispositivo de racialidade

Zahar

Dispositivo de racialidade

Sueli Carneiro

R$ 79,90

Ficha Técnica

Páginas: 672 Formato: 16.00 X 23.00 cm Peso: 0.845 kg Acabamento: Livro brochura Lançamento: 25/04/2023
ISBN: 978-65-5921-505-8 Selo: Companhia das Letras Capa: Fernanda Ficher Ilustração:

SOBRE O LIVRO

A incrível e pouco conhecida história de Rosa Egipicíaca ganha nova edição acrescida de informações inéditas sobre seus últimos dias de vida.

Em 1725, aportava no Brasil uma jovem de seis anos que fora escravizada e trazida à força da Costa de Uidá, Nigéria. Vendida na rua Direita, no Rio de Janeiro, foi batizada com o nome de Rosa e estuprada por seu comprador.
Passados oito anos, é obrigada a deixar a capital fluminense e seguir para Minas Gerais, numa freguesia próxima à vila de Mariana, onde serviria à família Durão. Lá, se prostituiu por quinze anos até ter os primeiros acessos diabólicos, sofrendo uma série de exorcismos. Em meio a essas sessões, deu-se sua conversão a uma vida voltada ao estudo e à devoção à doutrina católica. Daí por diante, sua rotina de visões místicas e manifestações dos sete espíritos que a possuíam só aumentava.
Trabalho primoroso de Luiz Mott, esta é a biografia de uma ex-escravizada negra que, em pleno Barroco brasileiro, chegou a ser considerada por alguns como "a maior santa do céu". Figura ímpar de nossa história, foi também a primeira escritora negra do país, e sua vida espetacular serviu de inspiração para o samba-enredo da Escola de Samba Unidos da Viradouro de 2023.

Sobre o autor