Home | Livros | Zahar | A ÉTICA É POSSÍVEL NUM MUNDO DE CONSUMIDORES? (NOVA EDIÇÃO)
CLIQUE PARA AMPLIAR
Ler um trecho

A ÉTICA É POSSÍVEL NUM MUNDO DE CONSUMIDORES? (NOVA EDIÇÃO)

Zygmunt Bauman
Tradução: Alexandre Werneck

R$ 79,90

/ À vista

Apresentação

"Este livro é o relatório de um campo de batalha." É com essa afirmação que Zygmunt Bauman abre esta coletânea, que reúne seis de suas conferências proferidas no Instituto de Ciências Humanas de Viena, em 2008. Em todos os textos, a ética é o ponto em comum.

Frequentemente comprados juntos

Zahar

A ética é possível num mundo de consumidores? (Nova edição)

Zygmunt Bauman

R$ 79,90

Zahar

A individualidade numa época de incertezas (Nova edição)

Zygmunt Bauman e Rein Raud

R$ 74,90

Zahar

Amor líquido (Nova edição)

Zygmunt Bauman

R$ 74,90

Preço total de

R$ 229,70

Adicionar ao carrinho

Você pode gostar também de

Zahar

A individualidade numa época de incertezas (Nova edição)

Zygmunt Bauman Rein Raud

R$ 74,90

Zahar

Vida líquida (Nova edição)

Zygmunt Bauman

R$ 79,90

Zahar

Identidade (Nova edição)

Zygmunt Bauman

R$ 64,90

Zahar

Amor líquido (Nova edição)

Zygmunt Bauman

R$ 74,90

Zahar

Cegueira moral (Nova edição)

Zygmunt Bauman Leonidas Donskis

R$ 79,90

Zahar

Modernidade líquida (Nova edição)

Zygmunt Bauman

R$ 84,90

Zahar

Tempos líquidos (Nova edição)

Zygmunt Bauman

R$ 64,90

Zahar

Confiança e medo na cidade (Nova edição)

Zygmunt Bauman

R$ 59,90

Zahar

Globalização (Nova edição)

Zygmunt Bauman

R$ 64,90

Zahar

A arte da vida (Nova edição)

Zygmunt Bauman

R$ 69,90

Zahar

Estranho familiar

Zygmunt Bauman Peter Haffner

R$ 64,90

Companhia das Letras

Anos de chumbo e outros contos

Chico Buarque

R$ 71,91

Ficha Técnica

Páginas: 276 Formato: 14.00 X 21.00 cm Peso: 0.34 kg Acabamento: Livro brochura Lançamento: 13/10/2021
ISBN: 978-65-5979-014-2 Selo: Zahar Capa: Bruno Oliveira Ilustração:

SOBRE O LIVRO

"Este livro é o relatório de um campo de batalha." É com essa afirmação que Zygmunt Bauman abre esta coletânea, que reúne seis de suas conferências proferidas no Instituto de Ciências Humanas de Viena, em 2008. Em todos os textos, a ética é o ponto em comum.

Em um brilhante diálogo com grandes filósofos contemporâneos -- Norbert Elias, Hannah Arendt, Jürgen Habermas, Jacques Derrida, Theodor Adorno --, Zygmunt Bauman reflete sobre o papel da arte no mundo líquido moderno; o dilema da Europa frente aos estrangeiros; a impossibilidade de se debater a liberdade em meio ao predomínio do medo e da insegurança; o papel da educação; e o desenvolvimento de uma atitude ética em um século dominado por forças antagônicas, como a globalização econômica e o caráter local da política.
Ao sugerir um novo instrumental de pensamento, livre das amarras impostas por formas historicamente ultrapassadas de organização social, Bauman nos desafia a recorrer à liquidez característica das atuais relações pessoais, sociais e afetivas para desenvolver uma conduta flexível ante o diverso, o divergente, o outro.