Home | Livros | Zahar | VIDA LÍQUIDA (NOVA EDIÇÃO)
CLIQUE PARA AMPLIAR

VIDA LÍQUIDA (NOVA EDIÇÃO)

Zygmunt Bauman
Tradução: Carlos Alberto Medeiros

R$ 79,90

/ À vista

Apresentação

Em Vida líquida, Zygmunt Bauman volta ao tema da fluidez da existência contemporânea, desenvolvido também em outras obras de sucesso como Amor líquido e Modernidade líquida.

Frequentemente comprados juntos

Zahar

Vida líquida (Nova edição)

Zygmunt Bauman

R$ 79,90

Zahar

Amor líquido (Nova edição)

Zygmunt Bauman

R$ 74,90

Zahar

Modernidade líquida (Nova edição)

Zygmunt Bauman

R$ 84,90

Preço total de

R$ 239,70

Adicionar ao carrinho

Você pode gostar também de

Zahar

Amor líquido (Nova edição)

Zygmunt Bauman

R$ 74,90

Zahar

Modernidade líquida (Nova edição)

Zygmunt Bauman

R$ 84,90

Zahar

A individualidade numa época de incertezas (Nova edição)

Zygmunt Bauman Rein Raud

R$ 74,90

Zahar

Tempos líquidos (Nova edição)

Zygmunt Bauman

R$ 64,90

Zahar

Identidade (Nova edição)

Zygmunt Bauman

R$ 64,90

Zahar

A ética é possível num mundo de consumidores? (Nova edição)

Zygmunt Bauman

R$ 79,90

Zahar

Cegueira moral (Nova edição)

Zygmunt Bauman Leonidas Donskis

R$ 79,90

Zahar

Globalização (Nova edição)

Zygmunt Bauman

R$ 64,90

Zahar

A arte da vida (Nova edição)

Zygmunt Bauman

R$ 69,90

Zahar

Confiança e medo na cidade (Nova edição)

Zygmunt Bauman

R$ 59,90

Companhia das Letras

Anos de chumbo e outros contos

Chico Buarque

R$ 71,91

Ficha Técnica

Páginas: 212 Formato: 14.00 X 21.00 cm Peso: 0.265 kg Acabamento: Livro brochura Lançamento: 25/10/2021
ISBN: 978-65-5979-016-6 Selo: Zahar Capa: Bruno Oliveira Ilustração:

SOBRE O LIVRO

Em Vida líquida, Zygmunt Bauman volta ao tema da fluidez da existência contemporânea, desenvolvido também em outras obras de sucesso como Amor líquido e Modernidade líquida.

Em Vida líquida, Zygmunt Bauman apresenta de forma brilhante uma coletânea de ideias sobre a vida que levamos numa sociedade líquido-moderna. Para o autor, a liquidez é a essência máxima do ser contemporâneo -- a transformação das relações humanas em mercadoria produz um sentimento de fragilidade e incerteza que domina todas as esferas de nossa existência no mundo atual. Afinal, o indivíduo social, reduzido à condição de mero consumidor, não obtém satisfação plena consigo mesmo nem com o outro.
A vida líquida não admite uma direção única, e as frustrações naturais oriundas da incerteza produzem indiferença, desapego, indefinição de valores e uma boa dose de cinismo. O peso do efêmero traz consigo o medo de ficar para trás e de não acompanhar os movimentos sempre cambiantes dos eventos -- sejam eles políticos, econômicos, sociais ou afetivos.