Home | Livros | Zahar | ESTRANHO FAMILIAR
CLIQUE PARA AMPLIAR
Ler um trecho

ESTRANHO FAMILIAR

Conversas sobre o mundo em que vivemos

Zygmunt Bauman e Peter Haffner
Tradução: Pedro Maia Soares

R$ 64,90

/ À vista

Apresentação

Em Estranho familiar, os leitores de Zygmunt Bauman encontrarão um viés mais pessoal do homem que mudou nossa maneira de pensar o mundo moderno. E aqueles que acabam de descobrir esse engajado humanista terão em mãos uma síntese magistral de seu imenso legado.

Frequentemente comprados juntos

Zahar

Estranho familiar

Zygmunt Bauman e Peter Haffner

R$ 64,90

Zahar

Amor líquido (Nova edição)

Zygmunt Bauman

R$ 74,90

Zahar

A individualidade numa época de incertezas (Nova edição)

Zygmunt Bauman e Rein Raud

R$ 74,90

Preço total de

R$ 214,70

Adicionar ao carrinho

Você pode gostar também de

Zahar

O cru e o cozido

Claude Lévi-Strauss

R$ 129,90

Zahar

Por uma revolução africana

Frantz Fanon

R$ 79,90

Zahar

Amor líquido (Nova edição)

Zygmunt Bauman

R$ 74,90

Zahar

Histeria e sexualidade - Clínica, estrutura, epidemias

Marco Antonio Coutinho Jorge Natalia Pereira Travassos

R$ 79,90

Zahar

Cegueira moral (Nova edição)

Zygmunt Bauman Leonidas Donskis

R$ 79,90

Companhia das Letras

O ar que me falta

Luiz Schwarcz

R$ 69,90

Zahar

A individualidade numa época de incertezas (Nova edição)

Zygmunt Bauman Rein Raud

R$ 74,90

Zahar

Modernidade líquida (Nova edição)

Zygmunt Bauman

R$ 84,90

Zahar

Confiança e medo na cidade (Nova edição)

Zygmunt Bauman

R$ 59,90

Ficha Técnica

Título original: "Making the Familiar Unfamiliar: A Conversation with Peter Haffner)" Páginas: 160 Formato: 14.00 X 21.00 cm Peso: 0.203 kg Acabamento: Livro brochura Lançamento: 16/03/2021
ISBN: 978-85-3781-910-4 Selo: Zahar Capa: Bruno Oliveira Ilustração:

SOBRE O LIVRO

Em Estranho familiar, os leitores de Zygmunt Bauman encontrarão um viés mais pessoal do homem que mudou nossa maneira de pensar o mundo moderno. E aqueles que acabam de descobrir esse engajado humanista terão em mãos uma síntese magistral de seu imenso legado.

Meses antes de falecer, Zygmunt Bauman recebeu em sua casa o jornalista suíço Peter Haffner para três longas conversas. Desses encontros surgiu este livro, no qual o grande sociólogo discorre sobre temas como história, política, identidade, judaicidade, moral, felicidade e amor.
Bauman descreve sua infância, o serviço militar no Exército Vermelho, a participação na Segunda Guerra Mundial e a expulsão da Polônia em 1968, oferecendo relatos íntimos de eventos históricos aos quais consagra suas finas percepções sociais e políticas. Ele fala sobre a perspectiva da morte com a propriedade de quem enfrentou na pele, como judeu polonês, a sociedade desregulada, fragmentada e individualizada da modernidade líquida, da qual se tornou teórico. Comenta os autores que desempenharam papel principal em seu pensamento, como Antonio Gramsci e Emmanuel Levinas. E destaca a importância da sociologia -- uma ciência cujo significado, em sua visão, é tornar o familiar estranho e o estranho familiar.