Home | Livros | Companhia das Letras | A LITERATURA E OS DEUSES
CLIQUE PARA AMPLIAR

A LITERATURA E OS DEUSES

Roberto Calasso
Tradução: Jônatas Batista Neto

R$ 57,90

/ À vista

Apresentação

Em oito ensaios originalmente apresentados como conferências na Universidade de Oxford durante o ano 2000, o ensaísta italiano analisa o renascimento das mitologias grega e oriental em autores da literatura européia do século XIX, como Hölderlin, Baudelaire e Lautréamont, e o surgimento de uma literatura absoluta, sem compromissos extra-literários.

Frequentemente comprados juntos

Companhia das Letras

A literatura e os deuses

Roberto Calasso

R$ 57,90

Companhia das Letras

K.

Roberto Calasso

R$ 67,90

Companhia das Letras

Represálias selvagens

Peter Gay

R$ 62,90

Preço total de

R$ 188,70

Adicionar ao carrinho

Você pode gostar também de

Companhia das Letras

Represálias selvagens

Peter Gay

R$ 62,90

Companhia das Letras

A folie Baudelaire

Roberto Calasso

R$ 94,90

Companhia das Letras

Dentro da baleia e outros ensaios

George Orwell

R$ 54,90

Companhia das Letras

Contemplação / O foguista

Franz Kafka

R$ 52,90

Companhia das Letras

As núpcias de Cadmo e Harmonia

Roberto Calasso

R$ 64,90

Indisponível

Companhia das Letras

A especulação imobiliária

Italo Calvino

R$ 54,90

Companhia das Letras

Ka

Roberto Calasso

R$ 82,90

Indisponível

Companhia das Letras

Durante aquele estranho chá

Lygia Fagundes Telles

R$ 54,90

Ficha Técnica

Páginas: 160 Formato: 14.00 X 21.00 cm Peso: 0.214 kg Acabamento: Livro brochura Lançamento: 02/04/2004
ISBN: 978-85-3590-477-2 Selo: Companhia das Letras Ilustração:

SOBRE O LIVRO

Em oito ensaios originalmente apresentados como conferências na Universidade de Oxford durante o ano 2000, o ensaísta italiano analisa o renascimento das mitologias grega e oriental em autores da literatura européia do século XIX, como Hölderlin, Baudelaire e Lautréamont, e o surgimento de uma literatura absoluta, sem compromissos extra-literários.

O italiano Roberto Calasso é um dos grandes intelectuais europeus da atualidade. Romancista, ensaísta e crítico literário, é também diretor da editora Adelphi, de Milão, que renovou o panorama editorial da Itália do pós-guerra. A literatura e os deuses se compõe de oito ensaios originalmente apresentados como conferências na Universidade de Oxford em 2000. Nesses textos, Calasso faz um paralelo entre dois fenômenos aparentemente distintos.
De um lado, trata do ressurgimento dos deuses pagãos e orientais na literatura européia do século XIX. Por outro lado, aborda a eclosão do romantismo e do que Calasso define como literatura absoluta - que consiste na invenção formal em estado puro, sem compromissos com discursos extra-literários (sociais, políticos, filosóficos, religiosos).
Para Calasso, existe um fundo comum entre a experimentação da literatura absoluta e os deuses antigos, pois estes representam o contraste entre lei e caos, ordem e dissolução, criação e morte. O ensaísta mostra como os românticos (Schlegel, Hölderlin, Novalis) e os primeiros modernos (Baudelaire, Lautréamont, Mallarmé) utilizaram deuses como metáfora de um mundo que já não era visto de um ponto de vista racional, com princípios e finalidades reconhecíveis, mas que, ao contrário, transformara-se em fábula.
É esse mundo tornado fábula que a literatura absoluta tematiza com construções formais e ficcionais que, ao contrário de representarem a realidade, a reinventam - criando mundos à maneira dos deuses.

Sobre o autor