Home | Livros | Companhia das Letras | O IMPÉRIO DERROTADO
CLIQUE PARA AMPLIAR
Ler um trecho

O IMPÉRIO DERROTADO

Kenneth Maxwell
Tradução: Laura Teixeira Motta

Apresentação

Uma análise histórico-política da Revolução dos Cravos (1974) e de seus desdobramentos em Portugal, feita por um dos maiores estudiosos da história do Brasil e dos países ibéricos.

Os anos do condor

Companhia das Letras

Os anos do condor

John Dinges

R$ 77,90

Indisponível
Mcmáfia

Companhia das Letras

Mcmáfia

Misha Glenny

R$ 74,90

Indisponível
Coração de tinta

Seguinte

Coração de tinta

Cornelia Funke

R$ 79,90

Os detetives selvagens

Companhia das Letras

Os detetives selvagens

Roberto Bolaño

R$ 109,90

O livro de Tiradentes

Penguin-Companhia

O livro de Tiradentes

Kenneth Maxwell (Org.)

R$ 69,90

Indisponível
Putas assassinas

Companhia das Letras

Putas assassinas

Roberto Bolaño

R$ 64,90

Indisponível
O longo adeus a Pinochet

Companhia das Letras

O longo adeus a Pinochet

Ariel Dorfman

R$ 69,90

Indisponível
Inteligência na guerra

Companhia das Letras

Inteligência na guerra

John Keegan

R$ 99,90

Indisponível
Filme

Companhia das Letras

Filme

Lillian Ross

R$ 69,90

Indisponível
Sementes mágicas

Companhia das Letras

Sementes mágicas

V. S. Naipaul

R$ 74,90

Ficha Técnica

Título original: The making of portuguese democracy Páginas: 336 Formato: 14.00 X 21.00 cm Peso: 0.412 kg Acabamento: Livro brochura Lançamento: 12/09/2006
ISBN: 978-85-3590-897-8 Selo: Companhia das Letras Ilustração:

SOBRE O LIVRO

Uma análise histórico-política da Revolução dos Cravos (1974) e de seus desdobramentos em Portugal, feita por um dos maiores estudiosos da história do Brasil e dos países ibéricos.

Portugal era subdesenvolvido, arcaico e o último império colonial na África quando, em 25 de abril de 1974, sua Revolução dos Cravos surpreendeu, fascinou e alarmou o mundo: um golpe militar derrubou a longa ditadura salazarista e abriu caminho para a independência das colônias portuguesas no ultramar. Em plena Guerra Fria, a esquerda assumiu o poder em um país da Europa Ocidental. Mas o sonho inicial dos revolucionários enveredou por caminhos imprevistos e, para que a democracia se estabelecesse em Portugal como é hoje, a revolução "precisou ser domada".
Salientando os fatores econômicos, políticos, sociais e psicológicos que interferiram nos rumos da revolução e explicando o contexto internacional, no qual Portugal ocupava uma posição geopolítica estratégica, Kenneth Maxwell faz uma análise imparcial e rigorosa do processo de construção da democracia portuguesa.

Sobre o autor