Home | Livros | Companhia das Letras | TERRORISTAS DO MILÊNIO
CLIQUE PARA AMPLIAR
Ler um trecho

TERRORISTAS DO MILÊNIO

J. G. Ballard
Tradução: Celso Nogueira

Apresentação

Um grupo de profissionais liberais resolve fazer uma revolução num condomínio de classe média londrino, e o exemplo passa a ser seguido por outros bairros e cidades. Logo, carros do ano e videolocadoras sofrem com os ataques dos "novos proletários".

Você pode gostar também de

Companhia das Letras

O reino do amanhã

J. G. Ballard

R$ 89,90

Companhia das Letras

Ferdydurke

Witold Gombrowicz

R$ 74,90

Indisponível

Companhia das Letras

O império derrotado

Kenneth Maxwell

R$ 79,90

Indisponível

Companhia das Letras

Putas assassinas

Roberto Bolaño

R$ 64,90

Indisponível

Companhia das Letras

Eu receberia as piores notícias dos seus lindos lábios

Marçal Aquino

R$ 74,90

Companhia das Letras

Esboço de auto-análise

Pierre Bourdieu

R$ 52,90

Indisponível

Companhia das Letras

Enterro celestial

Xinran

R$ 59,90

Ficha Técnica

Título original: Millennium people Páginas: 328 Formato: 14.00 X 21.00 cm Peso: 0.395 kg Acabamento: Livro brochura Lançamento: 11/05/2005
ISBN: 978-85-3590-653-0 Selo: Companhia das Letras Ilustração:

SOBRE O LIVRO

Um grupo de profissionais liberais resolve fazer uma revolução num condomínio de classe média londrino, e o exemplo passa a ser seguido por outros bairros e cidades. Logo, carros do ano e videolocadoras sofrem com os ataques dos "novos proletários".

Um estudo ficcional da psicopatologia do homem urbano, misturado a elementos de romance policial e um laivo de surrealismo. A nova fase na carreira do cultuadíssimo J. G. Ballard representada por seus três últimos livros - Cocaine nights, Super-Cannes e este Terroristas do Milênio - pode ser descrita assim.
Mas a obra desse grande escritor é inclassificável: vai da ficção "científica" de seus primeiros trabalhos ao mergulho nas experiências erótico-bizarras de Crash (filmado por David Cronenberg), passando pela bela prosa surrealista de The Unlimited Dream Company (escolhido por Anthony Burgess um dos 99 melhores livros do século em língua inglesa) e pelas memórias do semi-autobiográfico O Império do Sol (filmado por Steven Spielberg).
Em Terroristas do Milênio, Ballard explora, com a habitual elegância, a insatisfação da classe média na sociedade atual. Imagina uma revolução levada por profissionais liberais que não hesitam em saquear lojas, fazer barricadas com seus carros do ano e até praticar atos terroristas contra museus e videolocadoras, símbolos da mediocridade burguesa.
Para o pediatra e visionário Richard Gould, mentor dos ilustrados terroristas, só a violência pode tirar a classe média de seu dócil torpor. O psicólogo David Markham deixa-se seduzir por essas idéias, ao mesmo tempo em que investiga a morte de sua primeira mulher, num atentado a bomba ocorrido no aeroporto de Heathrow.
Terroristas do Milênio é um bom exemplo do poder da imaginação de Ballard, nunca isenta de erotismo não-convencional, ironia perversa e paisagens urbanas que parecem sonhos ou pesadelos, dependendo do estado de espírito de seus personagens.

Sobre o autor