Home | Livros | Companhia de Bolso | O JARDIM DE CIMENTO
CLIQUE PARA AMPLIAR
Ler um trecho

O JARDIM DE CIMENTO

Ian McEwan
Tradução: Jorio Dauster

Apresentação

Já neste seu primeiro romance, Ian McEwan revelava as características que o confirmariam como um dos maiores escritores ingleses de sua geração: o domínio técnico, a linguagem seca, narrativa de forte apelo visual, guinadas surpreendentes.

Você pode gostar também de

Companhia de Bolso

Sábado

Ian McEwan

R$ 59,90

Indisponível

Companhia das Letras

Amor sem fim

Ian McEwan

R$ 79,90

Indisponível

Companhia das Letras

O inocente

Ian McEwan

R$ 64,90

Indisponível

Companhia das Letras

Serena

Ian McEwan

R$ 79,90

Indisponível

Companhia das Letras

Reparação

Ian McEwan

R$ 99,90

Indisponível

Companhia das Letras

A balada de Adam Henry

Ian McEwan

R$ 69,90

Indisponível

Companhia das Letras

A criança no tempo

Ian McEwan

R$ 79,90

Companhia das Letras

Solar

Ian McEwan

R$ 79,90

Indisponível

Companhia das Letras

Meu livro violeta

Ian McEwan

R$ 59,90

Ficha Técnica

Título original: The cement garden - pocket Páginas: 136 Formato: 12.50 X 18.00 cm Peso: 0.122 kg Acabamento: Livro brochura Lançamento: 19/08/2009
ISBN: 978-85-3591-510-5 Selo: Companhia de Bolso Ilustração:

SOBRE O LIVRO

Já neste seu primeiro romance, Ian McEwan revelava as características que o confirmariam como um dos maiores escritores ingleses de sua geração: o domínio técnico, a linguagem seca, narrativa de forte apelo visual, guinadas surpreendentes.

Mesclando elementos da tradição gótica inglesa a um enredo sem qualquer tipo de devaneio lírico, o autor constrói uma experiência literária áspera e visceral: após a morte dos pais, quatro crianças encerram-se no minúsculo mundo do lar, entregando-se a todo tipo de sensações e descobertas bizarras. Com o tempo, passam a mimetizar os papéis dos adultos ausentes, criando uma nova estrutura familiar que desaba quando a irmã mais velha leva um estranho ao núcleo fraterno. É só o começo de um inferno existencial para o qual não haverá saída.

Sobre o autor