Home | Livros | Companhia das Letras | A QUESTÃO DOS LIVROS
CLIQUE PARA AMPLIAR
Ler um trecho

A QUESTÃO DOS LIVROS

Robert Darnton
Tradução: Daniel Pellizzari

Apresentação

"Seja qual for o futuro, ele será digital." Com essa afirmação, Robert Darnton resume suas convicções quanto ao futuro do livro. O assunto, atualíssimo, é discutido com autoridade e imaginação nesta oportuna coleção de artigos e ensaios em torno de um tema fundamental para a cultura contemporânea.

Você pode gostar também de

Companhia das Letras

Censores em ação

Robert Darnton

R$ 74,72

Companhia das Letras

O diabo na água benta

Robert Darnton

R$ 112,90

Companhia de Bolso

O beijo de Lamourette

Robert Darnton

R$ 47,90

Indisponível

Companhia das Letras

Jerusalém

Simon Sebag Montefiore

R$ 122,90

Indisponível

Companhia das Letras

Luka e o fogo da vida

Salman Rushdie

R$ 43,92

Companhia das Letras

O iluminismo como negócio

Robert Darnton

R$ 94,90

Indisponível

Companhia das Letras

Os best-sellers proibidos da França pré-revolucionária

Robert Darnton

R$ 69,90

Indisponível

Companhia das Letras

Boemia literária e revolução

Robert Darnton

R$ 54,90

Indisponível

Companhia das Letras

Edição e sedição

Robert Darnton

R$ 46,00

Indisponível

Companhia das Letras

Tudo o que tenho levo comigo

Herta Müller

R$ 64,90

Indisponível

Companhia das Letras

Os dentes falsos de George Washington

Robert Darnton

R$ 59,90

Indisponível

Ficha Técnica

Título original: The case for books Páginas: 232 Formato: 14.00 X 21.00 cm Peso: 0.295 kg Acabamento: Livro brochura Lançamento: 29/04/2010
ISBN: 978-85-3591-676-8 Selo: Companhia das Letras Ilustração:

SOBRE O LIVRO

"Seja qual for o futuro, ele será digital." Com essa afirmação, Robert Darnton resume suas convicções quanto ao futuro do livro. O assunto, atualíssimo, é discutido com autoridade e imaginação nesta oportuna coleção de artigos e ensaios em torno de um tema fundamental para a cultura contemporânea.

O historiador norte-americano Robert Darnton decidiu reunir em um único volume seus artigos abordando a questão do livro depois de verificar que, na última década, ele havia sido convidado a um grande número de conferências sobre a suposta "morte do livro", levando-o a suspeitar que os livros, ao contrário, deviam estar muito vivos. A prova, como aponta Darnton, é que a indústria do livro está lançando em todo o mundo cerca de 1 milhão de novos títulos por ano. A despeito dessa aparente pujança, no entanto, a questão permanece intrigante. Estaria a era do livro em papel encadernado chegando perto do fim, em face dos avanços trazidos pelas tecnologias digitais?
Partindo dessa questão, Darnton discute em profundidade alguns temores reais que a nova paisagem suscita. Por exemplo, será que a iniciativa do Google de digitalizar livros de grandes bibliotecas públicas americanas sinaliza uma tendência monopolística visando apenas ao lucro? E como ficarão os interesses de editores e autores em um processo que pode facilmente assumir características predatórias, como ocorreu com a indústria fonográfica? O assunto, como se vê, é atualíssimo.

Sobre o autor