Home | Livros | Companhia das Letras | CENSORES EM AÇÃO
CLIQUE PARA AMPLIAR
Ler um trecho

CENSORES EM AÇÃO

Robert Darnton
Tradução: Rubens Figueiredo

R$ 99,90

/ À vista

Apresentação

Neste estudo brilhante, o historiador cultural Robert Darnton analisa os mecanismos de censura que moldaram a literatura.

Frequentemente comprados juntos

Companhia das Letras

Censores em ação

Robert Darnton

R$ 99,90

Companhia das Letras

Poesia e polícia

Robert Darnton

R$ 74,90

Companhia das Letras

O diabo na água benta

Robert Darnton

R$ 129,90

Preço total de

R$ 304,70

Adicionar ao carrinho

Você pode gostar também de

Companhia das Letras

O diabo na água benta

Robert Darnton

R$ 129,90

Companhia das Letras

A questão dos livros

Robert Darnton

R$ 59,90

Indisponível

Companhia das Letras

O fio e os rastros

Carlo Ginzburg

R$ 99,90

Companhia de Bolso

Os andarilhos do bem

Carlo Ginzburg

R$ 54,90

Companhia de Bolso

O beijo de Lamourette

Robert Darnton

R$ 59,90

Indisponível

Companhia de Bolso

História noturna

Carlo Ginzburg

R$ 64,90

Companhia das Letras

Sobre o autoritarismo brasileiro

Lilia Moritz Schwarcz

R$ 79,90

Companhia das Letras

Os dentes falsos de George Washington

Robert Darnton

R$ 59,90

Indisponível

Companhia das Letras

O iluminismo como negócio

Robert Darnton

R$ 94,90

Indisponível

Companhia das Letras

O mundo da escrita

Martin Puchner

R$ 114,90

Companhia das Letras

Boemia literária e revolução

Robert Darnton

R$ 54,90

Indisponível

Ficha Técnica

Título original: Censors at work Páginas: 376 Formato: 14.00 X 21.00 cm Peso: 0.452 kg Acabamento: Livro brochura Lançamento: 20/04/2016
ISBN: 978-85-3592-710-8 Selo: Companhia das Letras Ilustração:

SOBRE O LIVRO

Neste estudo brilhante, o historiador cultural Robert Darnton analisa os mecanismos de censura que moldaram a literatura.

Em Censores em ação, Robert Darnton recria três momentos em que a censura restringiu a expressão literária. Na França, no século XVIII, censores, autores e livreiros colaboravam no fazer literário ao navegar na intricada cultura do privilégio em torno da realeza. Em 1857, na Índia, o Rajá britânico empreendeu uma investigação minuciosa dos aspectos da vida no país, transformando julgamentos literários em sentenças de prisão. Na Alemanha Oriental, a censura era tão onipresente que se instaurou na mente dos escritores como autocensura, com sequelas visíveis para a literatura nacional. Ao enraizar a censura nas particularidades da história, este estudo revelador expõe o impacto da repressão na literatura.

Sobre o autor