Home | Livros | Companhia das Letras | BARBA ENSOPADA DE SANGUE
CLIQUE PARA AMPLIAR
Ler um trecho

BARBA ENSOPADA DE SANGUE

Daniel Galera

R$ 62,90

/ À vista

Apresentação

Com uma escrita ao mesmo tempo controlada e sensível, Barba ensopada de sangue fala de amores perdidos, conflitos familiares e segredos inconfessos. Um romance magistral que confirma Daniel Galera como um dos expoentes da literatura brasileira contemporânea.

Frequentemente comprados juntos

Companhia das Letras

Barba ensopada de sangue

Daniel Galera

R$ 62,90

Companhia das Letras

O avesso da pele - Vencedor Jabuti 2021

Jeferson Tenório

R$ 65,61

Companhia das Letras

O deus das avencas

Daniel Galera

R$ 62,90

Preço total de

R$ 191,41

Adicionar ao carrinho

Você pode gostar também de

Companhia das Letras

Meia-noite e vinte

Daniel Galera

R$ 47,90

Companhia das Letras

O deus das avencas

Daniel Galera

R$ 62,90

Companhia das Letras

Até o dia em que o cão morreu

Daniel Galera

R$ 52,90

Companhia das Letras

O avesso da pele - Vencedor Jabuti 2021

Jeferson Tenório

R$ 65,61

Companhia das Letras

Barba ensopada de sangue (Edição especial de 10 anos)

Daniel Galera

R$ 99,90

Companhia das Letras

Pequena coreografia do adeus

Aline Bei

R$ 62,90

Companhia das Letras

A noite da espera

Milton Hatoum

R$ 57,90

Companhia das Letras

O cheiro do ralo

Lourenço Mutarelli

R$ 57,90

Indisponível

Ficha Técnica

Título original: Barba ensopada de sangue Páginas: 424 Formato: 14.00 X 21.00 cm Peso: 0.512 kg Acabamento: Livro brochura Lançamento: 05/11/2012
ISBN: 978-85-3592-187-8 Selo: Companhia das Letras Ilustração:

SOBRE O LIVRO

Com uma escrita ao mesmo tempo controlada e sensível, Barba ensopada de sangue fala de amores perdidos, conflitos familiares e segredos inconfessos. Um romance magistral que confirma Daniel Galera como um dos expoentes da literatura brasileira contemporânea.

Neste quarto romance de Daniel Galera, um professor de educação física busca refúgio em Garopaba, um pequeno balneário de Santa Catarina, após a morte do pai. O protagonista (cujo nome não conhecemos) se afasta da relação conturbada com os outros membros da família e mergulha em um isolamento geográfico e psicológico. Ao mesmo tempo, ele empreende a busca pela verdade no caso da morte do avô, o misterioso Gaudério, que teria sido assassinado décadas antes na mesma Garopaba, na época apenas uma vila de pescadores.
Sempre acompanhado por Beta, cadela do falecido pai, o professor esquadrinha as lacunas do pouco que lhe é revelado, a contragosto, pelos moradores mais antigos da cidade. Portador de uma condição neurológica congênita que o obriga a interagir com as outras pessoas de modo peculiar, o professor estabelece relações com alguns moradores: uma garçonete e seu filho pequeno, os alunos da natação, um budista histriônico, a secretária de uma agência turística de passeios. Aos poucos, ele vai reunindo as peças que talvez lhe permitam entender melhor a própria história.
É também com lacunas e peças aparentemente díspares que Galera constrói sua narrativa. Dotado de um senso impecável de ritmo, ele alterna descrições ricas em sutileza e detalhamento com diálogos ágeis e de rara verossimilhança, que dão vida a um elenco de personagens inesquecíveis.
Barba ensopada de sangue resgata e leva às últimas consequências temas e conflitos das obras anteriores do autor, tais como: a construção da identidade e, nesse processo, as dificuldades que enfrentamos para entender e reconhecer os outros; a necessidade inconfessa de uma reparação talvez inviável; a busca pela unidade entre mente e corpo; o consolo afetivo que o contato com a natureza e os animais é capaz de nos proporcionar; os diversos tipos de violência que podem irromper em meio a uma existência domesticada.

"Barba ensopada de sangue é um livro muito forte e Daniel Galera, um escritor admirável - sério, robusto, tranquilo. E este é também um livro assim, desde a primeira página. Como alguém que sai de casa sabendo exatamente para onde quer ir. Vai firme, mas não apressa o passo." - Gonçalo M. Tavares

"Li com muito prazer, capturado pelas tramas abertas e trágicas. Me agradou especialmente o tom musical da prosa e o modo como os diálogos precisos e rápidos servem de contraponto à ação. Para felicidade do leitor, a imagem aterrorizante do título é apenas moldura para um romance lírico e sentimental." - Ricardo Piglia

"A um tempo engenhoso e desprendido, alternando entre o grau zero e o alto grau da escrita, um romance de aventura e mistério sobre a tenacidade dos homens, dos animais e da natureza." - Francisco Bosco

Sobre o autor