Home | Livros | Companhia das Letras | OUTRAS AMÉRICAS
CLIQUE PARA AMPLIAR

OUTRAS AMÉRICAS

Sebastião Salgado
Tradução: Dorothée de Bruchard

R$ 219,90

/ À vista
ou em até 3x no crédito de R$ 73,30

Apresentação

Outras Américas registra os povos indígenas da América Latina. Com 48 fotografias em preto e branco, resulta de um trabalho que foi iniciado em 1977 e exigiu sete anos para ser concluído. Nova edição, com textos originais da época e um prefácio do editor Claude Nori relatando sua gênese.

Frequentemente comprados juntos

Companhia das Letras

Outras Américas

Sebastião Salgado

R$ 219,90

Companhia das Letras

Freud (1909-1910) - Obras completas volume 9

Sigmund Freud

R$ 109,90

Companhia das Letras

A queda do céu

Davi Kopenawa e Bruce Albert

R$ 109,90

Preço total de

R$ 439,70

Adicionar ao carrinho

Você pode gostar também de

Companhia das Letras

O som do rugido da onça - Vencedor Jabuti 2022

Micheliny Verunschk

R$ 59,42

Suma

Achados e perdidos

Stephen King

R$ 89,90

Suma

Mr. Mercedes

Stephen King

R$ 62,32

Companhia das Letras

Freud (1905) - Obras Completas volume 7

Sigmund Freud

R$ 99,90

Zahar

O Seminário, livro 11

Jacques Lacan

R$ 129,90

Companhia das Letras

Depois a louca sou eu

Tati Bernardi

R$ 59,90

Companhia das Letrinhas

O Homem-Cão desgovernado

Dav Pilkey

R$ 59,90

Ficha Técnica

Páginas: 128 Formato: 24.50 X 30.70 cm Peso: 1.125 kg Acabamento: Livro capa dura Lançamento: 26/05/2015
ISBN: 978-85-3592-560-9 Selo: Companhia das Letras Ilustração:

SOBRE O LIVRO

Outras Américas registra os povos indígenas da América Latina. Com 48 fotografias em preto e branco, resulta de um trabalho que foi iniciado em 1977 e exigiu sete anos para ser concluído. Nova edição, com textos originais da época e um prefácio do editor Claude Nori relatando sua gênese.

Outras Américas, que registra os povos indígenas da América Latina, é o resultado de um trabalho que foi iniciado em 1977 e exigiu sete anos para ser concluído. Para realizá-lo, Sebastião Salgado percorreu desde o litoral do Nordeste brasileiro às montanhas do Chile e daí à Bolívia, ao Peru, ao Equador, à Guatemala, ao México. Na Introdução, o jornalista Alan Riding descreve o que aparece nas fotografias do livro: "Muito simplesmente, é o mundo dos destituídos, daqueles que os desertos e serras desoladas da América Latina observam enquanto seus países mudam, deixando-os de lado". É um mundo "que se mantém unido pelo nascimento, pela família e pela morte, e ainda pelo mito, pela fé e pelo fatalismo". Com sua estética que se põe a serviço da militância ética, Sebastião Salgado cria uma narrativa visual que muitas vezes obriga o leitor a constatar: é indiscutível a beleza das fotos, mas é terrível o mundo que elas retratam.

Sobre o autor