Home | Livros | Companhia das Letras | DO QUE É FEITA UMA GAROTA
CLIQUE PARA AMPLIAR
Ler um trecho

DO QUE É FEITA UMA GAROTA

Caitlin Moran
Tradução: Caroline Chang

R$ 62,90

/ À vista

Apresentação

Imagine a voz de Sylvia Plath em Grease, com trilha de My Bloody Valentine e Velvet Underground. Um hilário romance de formação, sobre como é difícil se tornar alguém.

Frequentemente comprados juntos

Companhia das Letras

Do que é feita uma garota

Caitlin Moran

R$ 62,90

Seguinte

Mentirosos - Sucesso no TikTok

E. Lockhart

R$ 54,90

Paralela

Enfim 30

Jana Rosa e Camila Fremder

R$ 54,90

Preço total de

R$ 172,70

Adicionar ao carrinho

Você pode gostar também de

Companhia das Letras

A vida invisível de Eurídice Gusmão

Martha Batalha

R$ 57,90

Companhia das Letras

Um útero é do tamanho de um punho

Angélica Freitas

R$ 37,90

Companhia das Letras

Como se estivéssemos em palimpsesto de putas

Elvira Vigna

R$ 62,90

Companhia das Letras

A mãe de todas as perguntas

Rebecca Solnit

R$ 47,90

Companhia das Letras

Floresta escura – Romance

Nicole Krauss

R$ 67,90

Seguinte

Mentirosos - Sucesso no TikTok

E. Lockhart

R$ 54,90

Companhia das Letras

A guerra não tem rosto de mulher

Svetlana Aleksiévitch

R$ 67,90

Ficha Técnica

Título original: How to build a girl Páginas: 392 Formato: 14.00 X 21.00 cm Peso: 0.472 kg Acabamento: Livro brochura Lançamento: 15/06/2015
ISBN: 978-85-3592-599-9 Selo: Companhia das Letras Ilustração:

SOBRE O LIVRO

Imagine a voz de Sylvia Plath em Grease, com trilha de My Bloody Valentine e Velvet Underground. Um hilário romance de formação, sobre como é difícil se tornar alguém.

"Wolverhampton, em 1990, parece uma cidade a que algo terrível aconteceu." Talvez tenha acontecido de fato. Talvez seja Margaret Thatcher, talvez seja a vergonha que Johanna Morrigan passou num programa da TV local aos catorze anos. Nossa protagonista decide então se reinventar como Dolly Wilde - heroína gótica, loquaz e Aventureira do Sexo, que salvará a família da pobreza com sua literatura. Aos 16 anos, ela está fumando, bebendo, trabalhando para um fanzine de música, escrevendo cartas pornográficas para rock-stars, transando com todo tipo de homem e ganhando por cada palavra que escreve para destruir uma banda. Mas e se Johanna tiver feito Dolly com as peças erradas? Será que uma caixa de discos e uma parede de pôsteres bastam para se fazer uma garota? "Tenho tanto amor por Caitlin Moran." - Lena Dunham

Sobre o autor