Home | Livros | Companhia das Letras | O CINEMA DE MEUS OLHOS
CLIQUE PARA AMPLIAR
Ler um trecho

O CINEMA DE MEUS OLHOS

Vinicius de Moraes

R$ 89,90

/ À vista

Apresentação

Publicado nos anos 1990, o volume com artigos e crônicas sobre cinema escritos por Vinicius de Moraes ganha uma reedição caprichada - que inclui textos inéditos em livro, garimpados no acervo do autor.

Frequentemente comprados juntos

Companhia das Letras

O cinema de meus olhos

Vinicius de Moraes

R$ 89,90

Companhia das Letras

A dama de branco

Sérgio Sant'Anna

R$ 62,90

Companhia das Letras

Anarquistas, graças a Deus

Zélia Gattai

R$ 67,90

Preço total de

R$ 220,70

Adicionar ao carrinho

Você pode gostar também de

Companhia das Letras

Pela luz dos olhos teus

Vinicius de Moraes

R$ 47,90

Companhia das Letras

Forma e exegese e Ariana, a mulher

Vinicius de Moraes

R$ 54,90

Companhia das Letras

O caminho para a distância

Vinicius de Moraes

R$ 57,90

Companhia das Letras

Todo amor

Vinicius de Moraes

R$ 77,90

Indisponível

Companhia das Letras

Poemas sonetos e baladas e pátria minha

Vinicius de Moraes

R$ 67,90

Companhia das Letras

Para viver um grande amor

Vinicius de Moraes

R$ 67,90

Companhia das Letras

Roteiro lírico e sentimental da cidade de São Sebastião do Rio de Janeiro, onde nasceu, vive em trânsito e morre de amor o poeta Vinicius de Moraes

Vinicius de Moraes

R$ 59,90

Companhia das Letras

História natural de Pablo Neruda

Vinicius de Moraes

R$ 67,90

Companhia das Letras

Para uma menina com uma flor

Vinicius de Moraes

R$ 67,90

Companhia das Letras

A odisseia do cinema brasileiro

Laurent Desbois

R$ 114,90

Ficha Técnica

Título original: O cinema de meus olhos Páginas: 512 Formato: 13.70 X 21.00 cm Peso: 0.599 kg Acabamento: Livro brochura Lançamento: 08/12/2015
ISBN: 978-85-3592-665-1 Selo: Companhia das Letras Ilustração:

SOBRE O LIVRO

Publicado nos anos 1990, o volume com artigos e crônicas sobre cinema escritos por Vinicius de Moraes ganha uma reedição caprichada - que inclui textos inéditos em livro, garimpados no acervo do autor.

Vinicius de Moraes amava o cinema. Mantinha o hábito de frequentar a sala escura, escrevia críticas e comentários, acompanhava as mudanças - tecnológicas e estéticas - da sétima arte. Essa convivência com filmes aumentou bastante quando, no final da década de 1940, o então jovem diplomata foi servir no consulado geral do Brasil em Los Angeles. Nameca do cinema, pôde conviver com estrelas como Orson Welles e Carmen Miranda, entre outras. Esta edição, organizada pelo crítico Carlos Augusto Calil, traz novos textos de Vinicius de Moraes sobre o cinema, seus grandes diretores, as grandes estrelas. Líricos, por vezes críticos, sempre muito bem-informados, os escritos cinematográficos do grande poeta brasileiro continuam um convite ao prazer das telas e das páginas.

Sobre o autor