Home | Livros | Companhia das Letras | ME SEGURA QUE EU VOU DAR UM TROÇO
CLIQUE PARA AMPLIAR
Ler um trecho

ME SEGURA QUE EU VOU DAR UM TROÇO

Waly Salomão

R$ 49,90

/ À vista

Apresentação

Uma obra visceral, densa e revolucionária, que marcou a estética pós-tropicalista e volta agora a caber no bolso do leitor brasileiro. Inclui cronologia inédita.

Frequentemente comprados juntos

Companhia das Letras

Me segura que eu vou dar um troço

Waly Salomão

R$ 49,90

Companhia das Letras

Júbilo, memória, noviciado da paixão

Hilda Hilst

R$ 50,92

Companhia das Letras

Poemas

Rainer Maria Rilke

R$ 69,90

Preço total de

R$ 170,72

Adicionar ao carrinho

Você pode gostar também de

Companhia das Letras

Júbilo, memória, noviciado da paixão

Hilda Hilst

R$ 50,92

Companhia das Letras

Distraídos venceremos

Paulo Leminski

R$ 49,90

Companhia das Letras

Poemas

Rainer Maria Rilke

R$ 69,90

Indisponível

Alfaguara

O guardador de águas

Manoel de Barros

R$ 64,90

Indisponível

Alfaguara

Arranjos para assobio

Manoel de Barros

R$ 69,90

Companhia das Letras

Agora aqui ninguém precisa de si

Arnaldo Antunes

R$ 59,90

Alfaguara

Poemas concebidos sem pecado e face imóvel

Manoel de Barros

R$ 69,90

Indisponível

Boa Companhia

Haicais tropicais

Vários autores

R$ 59,90

Companhia das Letras

Caprichos e relaxos

Paulo Leminski

R$ 59,90

Ficha Técnica

Título original: Me segura que eu vou dar um troço Páginas: 128 Formato: 12.50 X 18.00 cm Peso: 0.115 kg Acabamento: Livro brochura Lançamento: 19/05/2016
ISBN: 978-85-3592-729-0 Selo: Companhia das Letras Ilustração:

SOBRE O LIVRO

Uma obra visceral, densa e revolucionária, que marcou a estética pós-tropicalista e volta agora a caber no bolso do leitor brasileiro. Inclui cronologia inédita.

Em 1970, Waly Salomão esteve preso no Carandiru por portar, nas palavras do próprio poeta, "uma bagana de fumo", e ali começou a escrever seu primeiro livro, Me segura qu'eu vou dar um troço, publicado dois anos mais tarde. Entre a prosa, a poesia e o ensaio, esta obra visceral e revolucionária se tornou determinante para o movimento de contracultura que floresceu no Brasil naquela década, tendo inspirado a apreciação crítica de leitores como Antonio Candido, Heloisa Buarque de Hollanda e Antonio Cicero. Incluído em Poesia total, este clássico contemporâneo capaz de nocautear o leitor por sua densidade e potência volta às livrarias em sua forma avulsa, com cronologia inédita do autor.

Sobre o autor