Home | Livros | Companhia das Letras | QUEM TEM MEDO DO FEMINISMO NEGRO?
CLIQUE PARA AMPLIAR
Ler um trecho

QUEM TEM MEDO DO FEMINISMO NEGRO?

Djamila Ribeiro

R$ 42,90

/ À vista

Apresentação

Um livro essencial e urgente, pois enquanto mulheres negras seguirem sendo alvo de constantes ataques, a humanidade toda corre perigo.

Frequentemente comprados juntos

Companhia das Letras

Quem tem medo do feminismo negro?

Djamila Ribeiro

R$ 42,90

Companhia das Letras

Pequeno manual antirracista

Djamila Ribeiro

R$ 39,90

Companhia das Letras

Ideias para adiar o fim do mundo (Nova edição)

Ailton Krenak

R$ 34,32

Preço total de

R$ 117,12

Adicionar ao carrinho

Você pode gostar também de

Companhia das Letras

Pequeno manual antirracista

Djamila Ribeiro

R$ 39,90

Companhia de Bolso

Assim falou Zaratustra

Friedrich Nietzsche

R$ 44,90

Zahar

Um apartamento em Urano

Paul B. Preciado

R$ 77,90

Objetiva

Na minha pele

Lázaro Ramos

R$ 57,90

Companhia de Bolso

Grande sertão: veredas (Edição de bolso)

João Guimarães Rosa

R$ 62,90

Edição Econômica

O erro de Descartes

António Damásio

R$ 43,92

Companhia das Letras

Sobrevivendo no inferno

Racionais MC's

R$ 49,90

Quadrinhos na Cia

A revolução dos bichos (Edição em quadrinhos)

George Orwell

R$ 74,90

Indisponível

Companhia das Letras

Uma mulher no escuro -- vencedor Jabuti 2020

Raphael Montes

R$ 41,93

Companhia das Letras

O quarto de Giovanni

James Baldwin

R$ 59,90

Companhia das Letrinhas

Capitão Cueca e o aterrorizante retorno do Caído Tilintar das Calças - Em cores!

Dav Pilkey

R$ 62,90

Ficha Técnica

Título original: Quem tem medo do feminismo negro? Páginas: 120 Formato: 14.00 X 21.00 cm Peso: 0.179 kg Acabamento: Livro brochura Lançamento: 08/06/2018
ISBN: 978-85-3593-113-6 Selo: Companhia das Letras Ilustração:

SOBRE O LIVRO

Um livro essencial e urgente, pois enquanto mulheres negras seguirem sendo alvo de constantes ataques, a humanidade toda corre perigo.

Quem tem medo do feminismo negro? reúne um longo ensaio autobiográfico inédito e uma seleção de artigos publicados por Djamila Ribeiro no blog da revista CartaCapital, entre 2014 e 2017. No texto de abertura, a filósofa e militante recupera memórias de seus anos de infância e adolescência para discutir o que chama de "silenciamento", processo de apagamento da personalidade por que passou e que é um dos muitos resultados perniciosos da discriminação. Foi apenas no final da adolescência, ao trabalhar na Casa de Cultura da Mulher Negra, que Djamila entrou em contato com autoras que a fizeram ter orgulho de suas raízes e não mais querer se manter invisível. Desde então, o diálogo com autoras como Chimamanda Ngozi Adichie, bell hooks, Sueli Carneiro, Alice Walker, Toni Morrison e Conceição Evaristo é uma constante.

Muitos textos reagem a situações do cotidiano – o aumento da intolerância às religiões de matriz africana; os ataques a celebridades como Maju ou Serena Williams - a partir das quais Djamila destrincha conceitos como empoderamento feminino ou interseccionalidade. Ela também aborda temas como os limites da mobilização nas redes sociais, as políticas de cotas raciais e as origens do feminismo negro nos Estados Unidos e no Brasil, além de discutir a obra de autoras de referência para o feminismo, como Simone de Beauvoir.

Sobre o autor

Material para o professor