Home | Livros | Companhia das Letras | MEMORANDO (NOVA EDIÇÃO)
CLIQUE PARA AMPLIAR

MEMORANDO (NOVA EDIÇÃO)

Geraldo Mayrink e Fernando Moreira Salles

R$ 59,90

/ À vista

Apresentação

Um livro de memórias que recupera a história de uma geração nos espaços carioca e paulista dos anos 50 a 80. A "história miúda" mas não menor do dia-a-dia, uma canção deixada nos bancos da escola, um gesto, um sentimento que vivemos com pessoas que não revimos mais.

Frequentemente comprados juntos

Companhia das Letras

Memorando (Nova edição)

Geraldo Mayrink e Fernando Moreira Salles

R$ 59,90

Companhia das Letras

A fonte da autoestima

Toni Morrison

R$ 94,90

Companhia das Letras

Tudo em seu lugar

Oliver Sacks

R$ 79,90

Preço total de

R$ 234,70

Adicionar ao carrinho

Você pode gostar também de

Companhia de Bolso

História da Vida Privada no Brasil - Vol.2 (Edição de bolso)

Fernando A. Novais Luiz Felipe de Alencastro

R$ 64,90

Companhia das Letras

Meus começos e meu fim

Nirlando Beirão

R$ 64,90

Companhia das Letras

O jogo da amarelinha

Julio Cortázar

R$ 124,90

Companhia das Letras

Máquinas como eu

Ian McEwan

R$ 79,90

Companhia das Letras

Freud (1900) - Obras completas volume 4

Sigmund Freud

R$ 134,90

Companhia das Letras

Tudo em seu lugar

Oliver Sacks

R$ 79,90

Alfaguara

Redemoinho em dia quente

Jarid Arraes

R$ 50,92

Ficha Técnica

Título original: Memorando Páginas: 88 Formato: 12.70 X 18.10 cm Peso: 0.192 kg Acabamento: Livro capa dura Lançamento: 24/05/2019
ISBN: 978-85-3593-235-5 Selo: Companhia das Letras Ilustração:

SOBRE O LIVRO

Um livro de memórias que recupera a história de uma geração nos espaços carioca e paulista dos anos 50 a 80. A "história miúda" mas não menor do dia-a-dia, uma canção deixada nos bancos da escola, um gesto, um sentimento que vivemos com pessoas que não revimos mais.

Um livro de memórias que recupera a história de uma geração nos espaços carioca e paulista dos anos 50 a 80. A "história miúda" mas não menor do dia-a-dia, uma canção deixada nos bancos da escola, um gesto, um sentimento que vivemos com pessoas que não revimos mais.

Memorando não busca apenas colecionar memórias pessoais. Tenta recuperar migalhas do cotidiano, aqueles sentimentos que pessoas de uma geração compartilharam e por vezes perderam ao longo do caminho.
São fatos que os livros de história e as biografias podem desprezar, mas que rebrotam de quando em vez: uma canção que deixamos nos bancos da escola, um gesto, ou aquele sentimento que vivemos com pessoas que não revimos mais. A "história miúda" mas não menor de nosso dia-a-dia, que de certa forma fez de nós um pouco do que somos.
Esta peça tenta despertar essas lembranças, resgatá-las à sua insignificância e devolvê-las, por instantes, ao nosso afeto e memória.

Sobre o autor