Home | Livros | Companhia das Letras | MÃE PÁTRIA
CLIQUE PARA AMPLIAR
Ler um trecho

MÃE PÁTRIA

A desintegração de uma família na Venezuela em colapso

Paula Ramón
Tradução: Ari Roitman e Paulina Wacht

R$ 79,90

/ À vista

Apresentação

Um relato pessoal de como a instabilidade de uma nação pode afetar a intimidade de uma família.

Frequentemente comprados juntos

Companhia das Letras

Mãe pátria

Paula Ramón

R$ 79,90

Alfaguara

A autobiografia da minha mãe

Jamaica Kincaid

R$ 79,90

Companhia das Letras

Solução de dois Estados

Michel Laub

R$ 64,90

Preço total de

R$ 224,70

Adicionar ao carrinho
A autobiografia da minha mãe

Alfaguara

A autobiografia da minha mãe

Jamaica Kincaid

R$ 79,90

A organização

Companhia das Letras

A organização

Malu Gaspar

R$ 109,90

Solução de dois Estados

Companhia das Letras

Solução de dois Estados

Michel Laub

R$ 64,90

Garota, mulher, outras

Companhia das Letras

Garota, mulher, outras

Bernardine Evaristo

R$ 89,90

A defesa do espaço cívico

Objetiva

A defesa do espaço cívico

Ilona Szabó

R$ 49,90

O avesso da pele - Vencedor Jabuti 2021

Companhia das Letras

O avesso da pele - Vencedor Jabuti 2021

Jeferson Tenório

R$ 74,90

Por um feminismo afro-latino-americano

Zahar

Por um feminismo afro-latino-americano

Lélia Gonzalez

R$ 71,91

Poesia completa

Companhia das Letras

Poesia completa

Cacaso

R$ 99,90

Três roteiros

Companhia das Letras

Três roteiros

Kleber Mendonça Filho

R$ 99,90

Indisponível
O diabo e outras histórias

Companhia das Letras

O diabo e outras histórias

Liev Tolstói

R$ 79,90

Ficha Técnica

Páginas: 240 Formato: 14.00 X 21.00 cm Peso: 0.298 kg Acabamento: Livro brochura Lançamento: 30/10/2020
ISBN: 978-85-3593-385-7 Selo: Companhia das Letras Capa: Alceu Chiesorin Nunes Ilustração:

SOBRE O LIVRO

Um relato pessoal de como a instabilidade de uma nação pode afetar a intimidade de uma família.

A família de Paula Ramón traduz de diferentes formas a história da Venezuela: seu pai, espanhol que emigrou para a América Latina após ser solto de um campo de prisioneiros na Segunda Guerra Mundial; sua mãe, uma professora aposentada com saúde frágil que entende como poucos as decisões que precisam ser tomadas para gerir uma família; e seus irmãos, um encantado com o regime chavista que vira policial e se desilude com a política, outro, um empreendedor que tenta de todas as formas encontrar um rumo para sua vida.
Ao juntar a esse elenco os acontecimentos do país, é possível entender com clareza como as decisões dos governos Chávez e Maduro impactaram não só as condições sociais e econômicas de uma família, como também o seu íntimo e os seus afetos.
Com um olhar jornalístico apurado e grande habilidade narrativa, Paula Ramón tece a história de seu país enquanto investiga as consequências da escassez e da brutalização das relações interpessoais.

"Este livro traz uma dimensão diferente do tema, mostrando como o drama venezuelano impacta nas decisões pessoais e relações familiares." -- Sylvia Colombo

Sobre o autor