Home | Livros | Alfaguara | A AUTOBIOGRAFIA DA MINHA MÃE
CLIQUE PARA AMPLIAR
Ler um trecho

A AUTOBIOGRAFIA DA MINHA MÃE

Jamaica Kincaid
Tradução: Débora Landsberg

R$ 79,90

/ À vista

Apresentação

Uma história de amor, medo, perda e formação de caráter, um relato da evolução de uma mulher negra caribenha escrito por uma das autoras mais habilidosas da literatura contemporânea.

Frequentemente comprados juntos

Alfaguara

A autobiografia da minha mãe

Jamaica Kincaid

R$ 79,90

Companhia das Letras

O avesso da pele - Vencedor Jabuti 2021

Jeferson Tenório

R$ 74,90

Companhia das Letras

Garota, mulher, outras

Bernardine Evaristo

R$ 89,90

Preço total de

R$ 244,70

Adicionar ao carrinho
Garota, mulher, outras

Companhia das Letras

Garota, mulher, outras

Bernardine Evaristo

R$ 89,90

O avesso da pele - Vencedor Jabuti 2021

Companhia das Letras

O avesso da pele - Vencedor Jabuti 2021

Jeferson Tenório

R$ 74,90

Por um feminismo afro-latino-americano

Zahar

Por um feminismo afro-latino-americano

Lélia Gonzalez

R$ 71,91

Agora veja então

Alfaguara

Agora veja então

Jamaica Kincaid

R$ 79,90

A palavra que resta

Companhia das Letras

A palavra que resta

Stênio Gardel

R$ 69,90

O som do rugido da onça - Vencedor Jabuti 2022

Companhia das Letras

O som do rugido da onça - Vencedor Jabuti 2022

Micheliny Verunschk

R$ 69,90

Ficha Técnica

Título original: The Autobiography of My Mother Páginas: 144 Formato: 15.00 X 23.00 cm Peso: 0.233 kg Acabamento: Livro brochura Lançamento: 29/10/2020
ISBN: 978-85-5652-110-1 Selo: Alfaguara Capa: Vinícius Theodoro Ilustração:

SOBRE O LIVRO

Uma história de amor, medo, perda e formação de caráter, um relato da evolução de uma mulher negra caribenha escrito por uma das autoras mais habilidosas da literatura contemporânea.

Poderoso, perturbador e emocionante, este romance de Jamaica Kincaid conta a história de Xuela Claudette Richardson, filha de mãe caribenha e pai meio escocês e meio africano, moradora da ilha de Dominica. Sua mãe morre no parto, e a garota precisa então encontrar seu lugar no mundo sem o auxílio materno.
Kincaid conduz o leitor pela vida de Xuela com extrema habilidade literária: da casa de sua infância, onde ela podia ouvir o canto do mar, e da sala com telhado de zinco onde mora como estudante, até sua casa da velhice. Seu mundo é intensamente físico, cheirando a frutas maduras, enxofre e chuva; e ferve com sua tristeza, sua profunda simpatia por aqueles que compartilham sua história, seu medo do pai e sua solidão arrebatadora.
Com solenidade aforística, Kincaid explora todos os paradoxos desta história extraordinária, que, conclui Xuela, é ao mesmo tempo o testamento da mãe que ela nunca conheceu, da mãe que ela nunca se permitiu ser e dos filhos que ela se recusou a ter.

"Jamaica Kincaid nos brinda com uma reflexão assombrosa sobre a vida, escrita com a prosa mais bonita que podemos encontrar na literatura contemporânea." -- The New York Times

Sobre o autor