Home | Livros | Companhia das Letras | WET MÁCULA
CLIQUE PARA AMPLIAR

WET MÁCULA

memória/rapsódia

Jean-Claude Bernardet e Sabina Anzuategui
Heloisa Jahn (Org.)

R$ 89,90

/ À vista

Apresentação

As memórias de Jean-Claude Bernardet -- pensador e personagem do cinema brasileiro --, apresentadas na forma insubmissa e intensa que marca seu percurso.

Frequentemente comprados juntos

Companhia das Letras

Wet mácula

Jean-Claude Bernardet e Sabina Anzuategui

R$ 89,90

Companhia das Letrinhas

Onde vivem os monstros

Maurice Sendak

R$ 64,90

Companhia das Letrinhas

Brasil 100 palavras

Gilles Eduar

R$ 62,90

Preço total de

R$ 217,70

Adicionar ao carrinho

Você pode gostar também de

Penguin-Companhia

Essencial Roberto Schwarz

Roberto Schwarz

R$ 69,90

Companhia das Letras

Obra crítica, vol. 1

Mario Pedrosa

R$ 119,90

Companhia das Letras

Introdução à história da filosofia, vol. 3

Marilena Chaui

R$ 94,90

Companhia das Letras

A filosofia da música moderna

Bob Dylan

R$ 249,90

Companhia das Letras

Trilogia de Copenhagen

Tove Ditlevsen

R$ 79,90

Zahar

Dívida

David Graeber

R$ 149,90

Ficha Técnica

Páginas: 144 Formato: 14.00 X 21.00 cm Peso: 0.21 kg Acabamento: Livro brochura Lançamento: 23/11/2023
ISBN: 978-85-3593-601-8 Selo: Companhia das Letras Capa: Alceu Chiesorin Nunes Ilustração:

SOBRE O LIVRO

As memórias de Jean-Claude Bernardet -- pensador e personagem do cinema brasileiro --, apresentadas na forma insubmissa e intensa que marca seu percurso.

Entre maio de 2021 e junho de 2022, a editora e tradutora Heloisa Jahn fez uma série de entrevistas com Jean-Claude Bernardet, seu amigo de longa data, como parte do projeto que havia desenvolvido para construir a (auto)biografia do crítico de cinema. Infelizmente, porém, Jahn faleceu antes de dar início à redação do texto.
Sabina Anzuategui assumiu a responsabilidade de montar, ao lado do próprio Jean-Claude Bernardet, o quebra-cabeças criado a partir das conversas entre os velhos amigos. O resultado é um registro original da trajetória pessoal e pública de um personagem extraordinário.
Abarcando reflexões sobre o período da ditadura militar e sua influência sobre as artes, além de tratar da infância, da juventude e do inescapável envelhecer, Wet mácula traz as memórias (e seus atos falhos) de Jean-Claude Bernardet, com sua inspiradora vocação para provocar e desconstruir lugares-comuns.

Sobre o autor