Home | Livros | Alfaguara | PLATAFORMA
CLIQUE PARA AMPLIAR
Ler um trecho

PLATAFORMA

Michel Houellebecq
Tradução: Ari Roitman e Paulina Wacht

R$ 89,90

/ À vista

Apresentação

Combinando erotismo, provocação e uma visão de mundo que beira o fanatismo, Michel Houellebecq escreve um dos romances mais polêmicos e inteligentes dos últimos anos.

Frequentemente comprados juntos

Alfaguara

Plataforma

Michel Houellebecq

R$ 89,90

Alfaguara

Serotonina

Michel Houellebecq

R$ 79,90

Companhia das Letras

O processo

Franz Kafka

R$ 63,67

Preço total de

R$ 233,47

Adicionar ao carrinho

Você pode gostar também de

Alfaguara

Sebastopol

Emilio Fraia

R$ 55,17

Alfaguara

O assassinato do comendador - Vol. 1

Haruki Murakami

R$ 94,90

Alfaguara

Uma virgem tola

Ida Simons

R$ 64,90

Alfaguara

O homem de areia

Lars Kepler

R$ 99,90

Alfaguara

Pornopopeia (Nova edição)

Reinaldo Moraes

R$ 80,91

Alfaguara

Maior que o mundo - Volume 1

Reinaldo Moraes

R$ 89,90

Alfaguara

Carta à rainha louca

Maria Valéria Rezende

R$ 59,42

Companhia das Letras

A literatura nazista na América

Roberto Bolaño

R$ 69,90

Ficha Técnica

Páginas: 272 Formato: 15.00 X 23.40 cm Peso: 0.4 kg Acabamento: Livro brochura Lançamento: 15/10/2018
ISBN: 978-85-5652-074-6 Selo: Alfaguara Ilustração:

SOBRE O LIVRO

Combinando erotismo, provocação e uma visão de mundo que beira o fanatismo, Michel Houellebecq escreve um dos romances mais polêmicos e inteligentes dos últimos anos.

Combinando erotismo, provocação e uma visão de mundo que beira o fanatismo, Michel Houellebecq escreve um dos romances mais polêmicos e inteligentes dos últimos anos.

Michel Renault tem quarenta e poucos anos e passa seus dias tentando evitar ao máximo qualquer contato humano. Contudo, após a morte de seu pai, ele decide fazer uma viagem para a Tailândia; lá, ele conhece a jovem agente de viagens Valérie, que começa a injetar nova vida em seu dia a dia.
Publicado um pouco antes dos atentados de 11 de setembro, Plataforma é um coquetel incendiário que ataca a globalização, o islamismo, o livre comércio, o sexo, o trabalho, as férias, o turismo, o consumo, o dinheiro e o neoliberalismo. Como um Balzac pós-moderno, Houellebecq constrói um modelo de crítica social capaz de abarcar o mundo globalizado. Correndo entre Paris e Pattaya Beach, entre clubes de prostituição e um massacre terrorista, Plataforma é uma obra-prima brilhante e apocalíptica.

"Plataforma permanecerá na literatura mundial, assim como As ilusões perdidas de Balzac." -- Le Nouvel Observateur

Sobre o autor