Home | Livros | Companhia das Letras | O ASSASSINATO DE BEBÊ MARTÊ
CLIQUE PARA AMPLIAR

O ASSASSINATO DE BEBÊ MARTÊ

Elvira Vigna

Apresentação

As histórias inconfessáveis de uma família brasileira bem "normal" recontadas por uma personagem não muito confiável. Um romance intrigante em que todos, a começar pela própria narradora, têm algo a esconder.

Às seis em ponto

Companhia das Letras

Às seis em ponto

Elvira Vigna

R$ 59,90

Deixei ele lá e vim

Companhia das Letras

Deixei ele lá e vim

Elvira Vigna

R$ 59,90

Como se estivéssemos em palimpsesto de putas

Companhia das Letras

Como se estivéssemos em palimpsesto de putas

Elvira Vigna

R$ 64,90

O que deu para fazer em matéria de história de amor

Companhia das Letras

O que deu para fazer em matéria de história de amor

Elvira Vigna

R$ 64,90

Coisas que os homens não entendem

Companhia das Letras

Coisas que os homens não entendem

Elvira Vigna

R$ 59,90

Indisponível
Índia

Companhia das Letras

Índia

V. S. Naipaul

R$ 60,00

Indisponível
O silêncio da chuva

Companhia das Letras

O silêncio da chuva

Luiz Alfredo Garcia-Roza

R$ 69,90

Indisponível
Vossa insolência

Companhia das Letras

Vossa insolência

Olavo Bilac

R$ 89,90

A ferro e fogo

Companhia das Letras

A ferro e fogo

Warren Dean

R$ 99,90

Indisponível

Ficha Técnica

Título original: O assassinato de bebê Martê Páginas: 128 Formato: 14.00 X 21.00 cm Peso: 0.193 kg Acabamento: Livro brochura Lançamento: 05/02/1997
ISBN: 978-85-7164-629-2 Selo: Companhia das Letras Ilustração:

SOBRE O LIVRO

As histórias inconfessáveis de uma família brasileira bem "normal" recontadas por uma personagem não muito confiável. Um romance intrigante em que todos, a começar pela própria narradora, têm algo a esconder.

Papai faz oitenta anos e adora torresmo com cachaça. Os filhos se reúnem sem entusiasmo numa festa que mais parece um funeral. Querem festejá-lo ou enterrá-lo? Será que o velho vai cumprir a promessa de morrer depois da festa? Enquanto o leitor se faz essas perguntas diante dos fatos relatados (ou inventados?), um fio subterrâneo vai percorrendo este romance em que não são exatamente os bons sentimentos que movem as personagens e em que todos, inclusive a narradora, têm algo inconfessável a esconder.