Home | Livros | Companhia das Letrinhas | ALICE NO PAÍS DAS MARAVILHAS
CLIQUE PARA AMPLIAR

ALICE NO PAÍS DAS MARAVILHAS

Autor: Lewis Carroll
Ilustrador: Laurabeatriz

R$ 69,90

/ À vista

Apresentação

A história de Alice, quebra-cabeça que críticos de todas as línguas vêm montando e remontando desde seu lançamento, em 1862, está de volta, recontada por Ruy Castro, com o mesmo espírito bem-humorado que inspirou seu criador original.

Frequentemente comprados juntos

Companhia das Letrinhas

Alice no País das Maravilhas

Lewis Carroll

R$ 69,90

Companhia das Letrinhas

A árvore generosa

Shel Silverstein

R$ 50,92

Companhia das Letrinhas

Sejamos todos feministas (edição de luxo ilustrada)

Chimamanda Ngozi Adichie

R$ 69,90

Preço total de

R$ 190,72

Adicionar ao carrinho

Você pode gostar também de

Companhia das Letrinhas

Aventuras de Alice no país das maravilhas

Lewis Carroll

R$ 69,90

Clássicos Zahar

Alice: edição bolso de luxo

Lewis Carroll

R$ 59,90

Clássicos Zahar

Alice: edição comentada e ilustrada

Lewis Carroll

R$ 99,90

Companhia das Letrinhas

Uma letra puxa a outra

José Paulo Paes

R$ 64,90

Companhia das Letrinhas

Malala, a menina que queria ir para a escola

Adriana Carranca

R$ 46,67

Companhia das Letrinhas

Alice através do espelho

Lewis Carroll

R$ 64,90

Companhia das Letrinhas

Vice-versa ao contrário

Vários autores

R$ 59,90

Companhia das Letrinhas

Sejamos todos feministas (edição de luxo ilustrada)

Chimamanda Ngozi Adichie

R$ 69,90

Companhia das Letrinhas

Da pequena toupeira que queria saber quem tinha feito cocô na cabeça dela

Werner Holzwarth

R$ 50,92

Ficha Técnica

Título original: Alice no país das maravilhas Páginas: 80 Formato: 23.00 X 25.00 cm Peso: 0.309 kg Acabamento: Livro brochura Lançamento: 05/05/1992
ISBN: 978-85-8546-602-2 Selo: Companhia das Letrinhas Ilustração: Laurabeatriz

SOBRE O LIVRO

A história de Alice, quebra-cabeça que críticos de todas as línguas vêm montando e remontando desde seu lançamento, em 1862, está de volta, recontada por Ruy Castro, com o mesmo espírito bem-humorado que inspirou seu criador original.

"'Que graça tem um livro sem conversas ou figuras?' Foi o que Alice pensou ao espiar, por cima do ombro da irmã, o livro que ela estava lendo." A história de Alice começa assim, com uma espécie de constatação do tédio. Esse quebra-cabeça literário que desafia os críticos desde seu lançamento, em 1862, é recontado por Ruy Castro, com a mesma inteligência e o mesmo senso de humor que inspirou seu criador, Lewis Carroll.