Livro acessível
Clique para ampliar
#POLIEDRO
Um dos raros títulos em prosa do poeta de Juiz de Fora, Poliedro marca a estreia da reedição da obra de Murilo Mendes na Companhia das Letras.
Apresentação
Profundo conhecedor de artes visuais, fascinado por Mozart e por Nijinski, o poeta mineiro reúne erudição singular e múltiplos interesses. Em Poliedro, seu largo horizonte intelectual se desenvolve em fragmentos que se aproximam dos aforismos e dão novos ares à prosa lírica, numa mistura de reflexão, memória, poesia, ensaio e verbete. Dividido em quatro partes — “Microzoo”, “Microlições de coisas”, “A palavra circular” e “Texto délfico” —, Poliedro foi publicado em 1972, três anos antes da morte de Murilo Mendes. Nesse livro, um dos poucos voos em prosa do consagrado poeta, a reformulação da linguagem e o constante diálogo entre arte e pensamento são elementos centrais. Para Carlos Drummond de Andrade, trata-se de um “fruto saboroso da cultura brasileira confrontada com valores universais”.
Ficha Técnica
Título original: POLIEDRO
Capa: Celso Longo
Páginas: 240
Formato: 14.00 X 21.00 cm
Peso: 0.299 kg
Acabamento: Brochura
Lançamento: 16/10/2017
ISBN: 9788535929478
Selo: Companhia das Letras
Autor

Assine a newsletter da Companhia