Home | Livros | Companhia das Letras | GUIGNARD: ANJO MUTILADO
CLIQUE PARA AMPLIAR
Ler um trecho

GUIGNARD: ANJO MUTILADO

Marcelo Bortoloti

R$ 119,90

/ À vista
ou em até 2x no crédito de R$ 59,95

Apresentação

Um dos maiores nomes do modernismo no Brasil, figura tão genial quanto trágica, ganha primeira biografia de vulto.

Frequentemente comprados juntos

Companhia das Letras

Guignard: anjo mutilado

Marcelo Bortoloti

R$ 119,90

Companhia das Letras

Arendt

Ann Heberlein

R$ 79,90

Companhia das Letras

Lina Bo Bardi

Zeuler R. Lima

R$ 99,90

Preço total de

R$ 299,70

Adicionar ao carrinho

Você pode gostar também de

Companhia das Letras

O deus das avencas

Daniel Galera

R$ 69,90

Alfaguara

Aqueles olhos verdes

José Trajano

R$ 79,90

Companhia das Letras

Poemas (2006-2014)

Louise Glück

R$ 89,90

Zahar

Como remover um presidente

Rafael Mafei

R$ 84,90

Companhia das Letras

Encaixotando minha biblioteca

Alberto Manguel

R$ 64,90

Ficha Técnica

Páginas: 488 Formato: 16.00 X 23.00 cm Peso: 0.738 kg Acabamento: Livro brochura Lançamento: 14/06/2021
ISBN: 978-65-5921-061-9 Selo: Companhia das Letras Capa: Raul Loureiro Ilustração:

SOBRE O LIVRO

Um dos maiores nomes do modernismo no Brasil, figura tão genial quanto trágica, ganha primeira biografia de vulto.

A obra de Alberto da Veiga Guignard – em especial suas paisagens de Minas, as reais e as imaginárias – é um dos pontos altos do modernismo no Brasil. A sólida formação europeia, conquistada ao longo dos anos entre Alemanha, França e Suíça, e o lirismo de suas pinturas destacavam o artista de seus pares. Sua vida, porém, foi marcada pela instabilidade e a solidão.
Portador de uma deformidade no rosto que afetou suas relações sociais desde a mais tenra idade, o "anjo mutilado" – como o chamou o poeta Manuel Bandeira – recebeu essa alcunha por sofrer de caso severo de lábio leporino, deficiência que afetava sobretudo sua fala. Era, então, com sua arte que Guignard comunicava o que seria incapaz de elaborar num discurso.
Nesta extensa e detalhada pesquisa para a reconstrução da biografia do pintor, com narrativa tão envolvente quanto a ficção, Marcelo Bortoloti faz um retrato histórico da Europa entreguerras, do Brasil modernista e de um artista cuja obra comprova as dores e as alegrias de ser diverso.

Sobre o autor