Home | Livros | Companhia das Letras | DO QUE FALAMOS QUANDO FALAMOS DE POPULISMO
CLIQUE PARA AMPLIAR
Ler um trecho

DO QUE FALAMOS QUANDO FALAMOS DE POPULISMO

Thomás Zicman de Barros e Miguel Lago

R$ 54,90

/ À vista

Apresentação

Ensaio inédito, Do que falamos quando falamos de populismo joga luz sobre conceito-chave presente no debate político, evidenciando seus matizes e os diferentes significados atribuídos ao termo ao longo da história.

Frequentemente comprados juntos

Companhia das Letras

Do que falamos quando falamos de populismo

Thomás Zicman de Barros e Miguel Lago

R$ 54,90

Companhia das Letras

Poder camuflado - Vencedor Jabuti 2023

Fabio Victor

R$ 99,90

Companhia das Letras

O ovo da serpente

Consuelo Dieguez

R$ 99,90

Preço total de

R$ 254,70

Adicionar ao carrinho

Você pode gostar também de

Zahar

A letra da lei

Linda Colley

R$ 114,90

Zahar

O Negócio do Jair

Juliana Dal Piva

R$ 84,90

Zahar

Como as guerras civis começam

Barbara F. Walter

R$ 79,90

Companhia das Letras

Poder camuflado - Vencedor Jabuti 2023

Fabio Victor

R$ 99,90

Zahar

Os condenados da terra

Frantz Fanon

R$ 64,90

Companhia das Letras

História do Brasil em 25 mapas

Andréa Doré Junia Furtado

R$ 169,90

Companhia das Letras

Por quem as panelas batem - Vencedor Jabuti 2023

Antonio Prata

R$ 59,90

Ficha Técnica

Páginas: 160 Formato: 11.70 X 18.00 cm Peso: 0.149 kg Acabamento: Livro brochura Lançamento: 15/09/2022
ISBN: 978-65-5921-124-1 Selo: Companhia das Letras Capa: Alceu Chiesorin Nunes Ilustração:

SOBRE O LIVRO

Ensaio inédito, Do que falamos quando falamos de populismo joga luz sobre conceito-chave presente no debate político, evidenciando seus matizes e os diferentes significados atribuídos ao termo ao longo da história.

Afinal, o que é populismo, palavra usada ad nauseam nos tempos que correm? Para responder a essa pergunta, Thomás Zicman de Barros e Miguel Lago reconstituem o uso do termo ao longo dos anos, por meio de profunda pesquisa em arquivos de imprensa e de formulações intelectuais a respeito da matéria, e mostram que, em meio a imprecisões conceituais, o vocábulo nem sempre teve a conotação negativa hoje dominante, tendo sido defendido e reivindicado por atores políticos no Brasil e no mundo. 
A história da polissemia da palavra, que ocupa a primeira parte deste volume, é seguida de caracterização do fenômeno e chega até um dos grandes debates da atualidade nacional: a aproximação, a partir justamente do populismo, entre Lula e Bolsonaro. Se os dois políticos poderiam ser líderes populistas, argumentam os autores, a simetria entre ambos é falsa e esconde a pluralidade que o termo abriga -- e também a complexidade de sua definição
Ensaio original e preciso, que articula teoria política, história brasileira e análise do discurso, este livro é mais que uma resposta para a dificuldade de fixar conceitualmente o populismo, ou melhor, os populismos. É uma reflexão sobre seu modo emancipatório, que pode ser importante artifício para enfrentar os desafios da experiência democrática.


"Thomás Zicman de Barros e Miguel Lago são expoentes da jovem geração de pensadores brasileiros. Eles demonstram ter rara virtude de criar e não "reler" o já escrito. Neste livro conciso e ambicioso apresentam uma nova maneira de entender o que foi, o que é e o que pode ser o populismo na política." -- Sérgio Abranches

Sobre o autor