Home | Livros | Companhia das Letras | O MESMO MAR
CLIQUE PARA AMPLIAR

O MESMO MAR

Amós Oz
Tradução: Milton Lando

R$ 99,90

R$ 84,92

/ À vista

Apresentação

A turbulência política de Israel surge constantemente na literatura de Oz, mas não aqui. Em seqüências narrativas curtas, compostas às vezes como conversas cotidianas, às vezes como parábola bíblica, fábula, sonho ou poema, o autor acompanha personagens cujos conflitos não têm nacionalidade.

Frequentemente comprados juntos

Companhia das Letras

O mesmo mar

Amós Oz

R$ 84,92

Companhia das Letras

Uma certa paz

Amós Oz

R$ 76,42

Companhia das Letras

Ruído branco

Don DeLillo

R$ 76,41

Preço total de

R$ 237,75

Adicionar ao carrinho

Você pode gostar também de

Ficha Técnica

Título original: The same sea Páginas: 328 Formato: 14.00 X 21.00 cm Peso: 0.414 kg Acabamento: Livro brochura Lançamento: 16/05/2001
ISBN: 978-85-3590-131-3 Selo: Companhia das Letras Ilustração:

SOBRE O LIVRO

A turbulência política de Israel surge constantemente na literatura de Oz, mas não aqui. Em seqüências narrativas curtas, compostas às vezes como conversas cotidianas, às vezes como parábola bíblica, fábula, sonho ou poema, o autor acompanha personagens cujos conflitos não têm nacionalidade.

A turbulência política de Israel surge constantemente na literatura de Amós Oz, mas não em O mesmo mar. Neste romance introspectivo e poético, as guerras existem, mas são guerras da intimidade - como a do próprio Oz, que no livro aparece no papel de um escritor e faz referência a uma tragédia pessoal: o suicídio de sua mãe, quando ele tinha doze anos. A certa altura da narrativa, uma mulher jovem vai lhe dizer que há algo de ridículo num homem que há 45 anos está de luto pela mãe. O autor, entretanto, é uma personagem a mais, e o vigor do romance evidentemente não se vincula a essa exposição autobiográfica direta.O mesmo mar surpreende antes de tudo pelo alto grau de elaboração literária, pela profusão e riqueza de suas formas. O enredo vai se revelando numa seqüência de seções curtas, compostas às vezes no tom casual e ameno das conversas de todo dia, às vezes como parábola bíblica, fábula, sonho ou poema. O mundo em que vivem as personagens de Amós Oz é barulhento, mas o romance, paradoxalmente, cria um intimismo que convida os leitores a se concentrar no que elas estão dizendo.