Home | Livros | Companhia de Bolso | HOMENS EM TEMPOS SOMBRIOS
CLIQUE PARA AMPLIAR
Ler um trecho

HOMENS EM TEMPOS SOMBRIOS

Hannah Arendt
Tradução: Denise Bottmann

R$ 59,90

/ À vista

Apresentação

Nestes onze ensaios, Hannah Arendt traça perfis biográficos de pessoas que a fascinaram e resistiram, com capacidade crítica, aos "tempos sombrios" do século XX. O resultado são relatos exemplares e uma verdadeira busca de mundos interiores.

Frequentemente comprados juntos

Companhia de Bolso

Homens em tempos sombrios

Hannah Arendt

R$ 59,90

Companhia de Bolso

Origens do totalitarismo

Hannah Arendt

R$ 79,90

Companhia das Letras

Sobre a revolução

Hannah Arendt

R$ 94,90

Preço total de

R$ 234,70

Adicionar ao carrinho

Você pode gostar também de

Companhia de Bolso

Origens do totalitarismo

Hannah Arendt

R$ 79,90

Companhia das Letras

Eichmann em Jerusalém

Hannah Arendt

R$ 84,90

Companhia das Letras

Sobre a revolução

Hannah Arendt

R$ 94,90

Companhia das Letras

Sobre o autoritarismo brasileiro

Lilia Moritz Schwarcz

R$ 79,90

Companhia de Bolso

Bilhões e bilhões

Carl Sagan

R$ 54,90

Companhia de Bolso

A insustentável leveza do ser

Milan Kundera

R$ 59,90

Companhia das Letras

Grande sertão: veredas

João Guimarães Rosa

R$ 104,90

Companhia de Bolso

História do medo no ocidente, 1300-1800

Jean Delumeau

R$ 69,90

Companhia das Letras

O que é fascismo?

George Orwell

R$ 49,90

Ficha Técnica

Título original: Men in dark times - pocket Páginas: 320 Formato: 12.50 X 18.00 cm Peso: 0.268 kg Acabamento: Livro brochura Lançamento: 21/10/2008
ISBN: 978-85-3591-329-3 Selo: Companhia de Bolso Ilustração:

SOBRE O LIVRO

Nestes onze ensaios, Hannah Arendt traça perfis biográficos de pessoas que a fascinaram e resistiram, com capacidade crítica, aos "tempos sombrios" do século XX. O resultado são relatos exemplares e uma verdadeira busca de mundos interiores.

Este livro reúne ensaios biográficos de homens e mulheres que viveram os "tempos sombrios" da primeira metade do século XX, marcados pela emergência do totalitarismo na forma do nazismo e do stalinismo. Mergulhando em mundos internos tão díspares como os de Hermann Broch e João XXIII, Rosa Luxemburgo e Jaspers, Isak Dinesen e Bertold Brecht, Heidegger e Walter Benjamin, Hannah Arendt submete a uma reflexão apaixonada, e por vezes implacável, os erros e acertos dessas personalidades, suas culpas e vitórias, responsabilidades e irresponsabilidades perante a realidade que enfrentaram.
A beleza destes relatos reside na sólida crença de Arendt na solidariedade e dignidade humanas, valores morais capazes de impedir o triunfo do niilismo e do totalitarismo numa época de experiências catastróficas.
O volume traz também um posfácio de Celso Lafer com um perfil de Hannah Arendt.

Sobre o autor