Home | Livros | Companhia das Letras | O LEOPARDO
CLIQUE PARA AMPLIAR
Ler um trecho

R$ 109,90

/ À vista
ou em até 2x no crédito de R$ 54,95

Apresentação

Ambientado na Sicília no século XIX, o aclamado romance histórico de Giuseppe Tomasi di Lampedusa.

Frequentemente comprados juntos

Companhia das Letras

O leopardo

Giuseppe Tomasi di Lampedusa

R$ 109,90

Companhia das Letras

Luz em agosto

William Faulkner

R$ 119,90

Companhia das Letras

Absalão, Absalão!

William Faulkner

R$ 109,90

Preço total de

R$ 339,70

Adicionar ao carrinho

Você pode gostar também de

Companhia das Letras

A montanha mágica

Thomas Mann

R$ 129,90

Companhia das Letras

Absalão, Absalão!

William Faulkner

R$ 109,90

Companhia das Letras

Luz em agosto

William Faulkner

R$ 119,90

Indisponível

Companhia das Letras

Grande sertão: veredas

João Guimarães Rosa

R$ 94,41

Penguin-Companhia

O vermelho e o negro

Stendhal

R$ 79,90

Alfaguara

Vida e destino

Vassili Grossman

R$ 144,90

Alfaguara

Meridiano de sangue (Nova edição)

Cormac McCarthy

R$ 89,90

Companhia das Letras

O jogo da amarelinha

Julio Cortázar

R$ 124,90

Ficha Técnica

Título original: Il gattopardo Páginas: 384 Formato: 14.00 X 21.00 cm Peso: 0.491 kg Acabamento: Livro brochura Lançamento: 01/06/2017
ISBN: 978-85-3592-890-7 Selo: Companhia das Letras Ilustração:

SOBRE O LIVRO

Ambientado na Sicília no século XIX, o aclamado romance histórico de Giuseppe Tomasi di Lampedusa.

Itália, anos 1860, Risorgimento. Os fragmentados estados italianos estavam em um tormentoso processo de unificação, e o estabelecimento de uma nova ordem se mostrava cada vez mais pungente.
Ambientado num universo intensamente melancólico e sensual e repleto de elementos de ironia e humor, O Leopardo acompanha a história de Dom Fabrizio Salina e de sua decadente família aristocrática siciliana -- cujo brasão carrega inscrito o Leopardo que dá nome ao livro --, ameaçados pelas forças revolucionárias e democráticas durante os embates dessa transição. Nesse intrincado contexto, Salina precisa decidir como encarar as novas mudanças que se impõem tanto em sua vida pública como privada.
Único romance do escritor italiano, O Leopardo foi recusado por duas editoras e só veio a ser publicado um ano depois da morte de Lampedusa, em 1958, quando ganhou atenção da crítica e transformou-se num cultuado best-seller na Itália. Esta edição tem tradução e posfácio de Maurício Santana Dias e inclui textos do apêndice de Gioacchino Lanza Tomasi.

Sobre o autor