Home | Livros | Companhia das Letras | ERA UMA VEZ UMA MULHER QUE TENTOU MATAR O BEBÊ DA VIZINHA
CLIQUE PARA AMPLIAR
Ler um trecho

ERA UMA VEZ UMA MULHER QUE TENTOU MATAR O BEBÊ DA VIZINHA

Histórias e contos de fadas assustadores

Liudmila Petruchévskaia

R$ 54,90

/ À vista

Apresentação

Uma das maiores escritoras russas contemporâneas publicada pela primeira vez no Brasil.

Frequentemente comprados juntos

Companhia das Letras

Era uma vez uma mulher que tentou matar o bebê da vizinha

Liudmila Petruchévskaia

R$ 54,90

Companhia das Letras

A menininha do Hotel Metropol

Liudmila Petruchévskaia

R$ 77,90

Quadrinhos na Cia

A origem do mundo

Liv Strömquist

R$ 66,32

Preço total de

R$ 199,12

Adicionar ao carrinho

Você pode gostar também de

Companhia das Letras

A menininha do Hotel Metropol

Liudmila Petruchévskaia

R$ 77,90

Companhia das Letras

A guerra não tem rosto de mulher

Svetlana Aleksiévitch

R$ 67,90

Quadrinhos na Cia

A origem do mundo

Liv Strömquist

R$ 66,32

Companhia das Letras

Manual da faxineira

Lucia Berlin

R$ 82,90

Companhia das Letras

Um útero é do tamanho de um punho

Angélica Freitas

R$ 37,90

Companhia das Letras

Garota, mulher, outras

Bernardine Evaristo

R$ 87,90

Companhia das Letras

O fim do homem soviético

Svetlana Aleksiévitch

R$ 82,90

Companhia das Letras

O avesso da pele - Vencedor Jabuti 2021

Jeferson Tenório

R$ 72,90

Companhia das Letras

O olho mais azul (Nova edição)

Toni Morrison

R$ 54,32

Companhia das Letras

Grande sertão: veredas

João Guimarães Rosa

R$ 99,90

Ficha Técnica

Título original: There was a girl who seduced her sister's husband and he hang himself, love stories Páginas: 268 Formato: 14.00 X 21.00 cm Peso: 0.338 kg Acabamento: Livro brochura Lançamento: 17/01/2018
ISBN: 978-85-3593-030-6 Selo: Companhia das Letras Ilustração:

SOBRE O LIVRO

Uma das maiores escritoras russas contemporâneas publicada pela primeira vez no Brasil.

"Liudmila Petruchévskaia pertence ao grupo de escritores que não encontram equivalente em nenhum outro autor, tradição ou país. Considerada por alguns herdeira de Allan Poe e Gogol, a maior autora russa viva combina o contexto soviético em que produziu grande parte de sua obra com uma realidade povoada por assombrações, pesadelos, acontecimentos macabros e personagens sinistras.
O resultado são história sobrenaturais que retomam a tradição dos contos folclóricos, porém dotadas de um humor contemporâneo e de uma carga política que não precisa se expressar diretamente para existir, pois, assim como não é à toa que a autora teve sua obra banida da União Soviética até o final dos anos 1990, tampouco é por acaso que ela recebeu em 2002 o prêmio de maior prestígio na Rússia pelo conjunto de sua obra. "

Sobre o autor