Home | Livros | Companhia das Letras | O VERÃO TARDIO
CLIQUE PARA AMPLIAR
Ler um trecho

O VERÃO TARDIO

Luiz Ruffato

R$ 59,90

/ À vista

Apresentação

Uma narrativa poderosa sobre um homem e suas tentativas de reatar os fios do passado. Uma jornada às bordas de um Brasil cindido, em que o diálogo não parece mais possível.

Frequentemente comprados juntos

Companhia das Letras

O verão tardio

Luiz Ruffato

R$ 59,90

Alfaguara

Todos os santos

Adriana Lisboa

R$ 59,90

Companhia das Letras

A ocupação

Julián Fuks

R$ 54,90

Preço total de

R$ 174,70

Adicionar ao carrinho

Você pode gostar também de

Alfaguara

Carta à rainha louca

Maria Valéria Rezende

R$ 62,90

Companhia das Letras

Sobre o autoritarismo brasileiro

Lilia Moritz Schwarcz

R$ 64,90

Edição Econômica

Eles eram muitos cavalos

Luiz Ruffato

R$ 47,90

Indisponível

Companhia das Letras

Antologia da literatura fantástica

Jorge Luis Borges Adolfo Bioy Casares Silvina Ocampo

R$ 102,90

Indisponível

Objetiva

Minha história

Michelle Obama

R$ 59,92

Companhia das Letras

A cidade dorme – Contos

Luiz Ruffato

R$ 49,90

Objetiva

Liderança

Daniel Goleman

R$ 46,32

Companhia das Letras

Hibisco roxo

Chimamanda Ngozi Adichie

R$ 64,90

Indisponível

Ficha Técnica

Título original: O verão tardio Páginas: 240 Formato: 14.00 X 21.00 cm Peso: 0.301 kg Acabamento: Livro brochura Lançamento: 22/04/2019
ISBN: 978-85-3593-211-9 Selo: Companhia das Letras Ilustração:

SOBRE O LIVRO

Uma narrativa poderosa sobre um homem e suas tentativas de reatar os fios do passado. Uma jornada às bordas de um Brasil cindido, em que o diálogo não parece mais possível.

O verão tardio, sexto romance de Luiz Ruffato, é uma história de inadequação. Depois de mais de vinte anos, Oséias, um homem abandonado por mulher e filho, decide regressar a sua cidade-natal, Cataguases, em Minas Gerais. Durante seis dias, seguimos passo a passo suas andanças, visitas a familiares, encontros com velhos personagens locais. A sombra do suicídio de uma de suas irmãs, Lígia, e a comunicação falha com praticamente todos a sua volta acompanham suas tentativas de reatar os fios do passado. Em meio a um Brasil que parece ir do projeto à ruína a todo momento, O verão tardio propõe uma reflexão sobre uma sociedade em que as classes sociais romperam completamente o diálogo e, como afirma um de seus personagens, se tornaram "planetas errantes" prontos para entrarem em rota de colisão e se destruírem.

Sobre o autor