Home | Livros | Zahar | JOSEPH FOUCHÉ
CLIQUE PARA AMPLIAR

JOSEPH FOUCHÉ

Retrato de um homem político

Stefan Zweig

Frequentemente comprados juntos

Zahar

Joseph Fouché

Stefan Zweig

R$ 72,90

Zahar

O mundo insone

Stefan Zweig

R$ 82,90

Zahar

Três novelas femininas

Stefan Zweig

R$ 72,90

Preço total de

R$ 228,70

Adicionar ao carrinho

Você pode gostar também de

Zahar

O mundo insone

Stefan Zweig

R$ 82,90

Zahar

Três novelas femininas

Stefan Zweig

R$ 72,90

Zahar

Novelas insólitas

Stefan Zweig

R$ 82,90

Zahar

A cura pelo espírito

Stefan Zweig

R$ 92,90

Zahar

Autobiografia: o mundo de ontem

Stefan Zweig

R$ 89,90

Zahar

Maria Antonieta

Stefan Zweig

R$ 99,90

Companhia de Bolso

Questão de ênfase

Susan Sontag

R$ 52,90

Companhia das Letras

Sobre fotografia

Susan Sontag

R$ 72,90

Indisponível

Clássicos Zahar

O corcunda de Notre Dame: edição comentada e ilustrada

Victor Hugo

R$ 83,92

Ficha Técnica

Páginas: 232 Formato: 16.00 X 23.00 cm Peso: 0.371 kg Acabamento: Livro brochura Lançamento: 28/05/2015
ISBN: 978-85-3781-426-0 Selo: Zahar Ilustração:

SOBRE O LIVRO

Maquiavel da era moderna, político foi considerado por Balzac um dos personagens mais interessantes da história da França

Com imbatível talento narrativo, Stefan Zweig oferece um perfil psicológico do homem político, investigando essa carreira construída atrás do palco principal e buscando descobrir o segredo de sua força. Capaz de abraçar qualquer ideologia e aceitar qualquer cargo, amoral, urdidor, que traiu a Igreja e todas as instituições da Revolução Francesa, que derrubou, entre outros, Robespierre, Lafayette e até Napoleão. Fouché só não traiu a viciosa e insaciável sede de poder que o colocou no papel do mais abjeto governante da era moderna.

Um único partido mereceu sua lealdade até o fim da vida: o mais forte, o da maioria. Durante o combate, Fouché não definia posição; no final do combate, alinhava-se ao vencedor. Os girondinos caíram, ele ficou; os jacobinos foram expulsos, ele ficou; o Diretório, o Consulado, o Império, o Reinado e outro Império desabaram, e Fouché ficou - sempre disposto a abrir mão de qualquer caráter ou convicção.

Complementa essa edição um afiado posfácio de Alberto Dines, maior especialista em Zweig, que contextualiza o livro e aponta perigosas semelhanças com a atualidade.

Sobre o autor