Home | Livros | Companhia de Bolso | QUESTÃO DE ÊNFASE
CLIQUE PARA AMPLIAR

QUESTÃO DE ÊNFASE

Ensaios

Susan Sontag
Tradução: Rubens Figueiredo

R$ 52,90

/ À vista

Apresentação

Mais de quarenta artigos foram reunidos no penúltimo livro da brilhante ensaísta americana. De Machado de Assis a Robert Mapplethorpe, ela analisa a literatura, o cinema, a fotografia, a música, a dança e outros temas culturais.

Frequentemente comprados juntos

Companhia de Bolso

Questão de ênfase

Susan Sontag

R$ 52,90

Companhia de Bolso

A vontade radical

Susan Sontag

R$ 44,90

Companhia das Letras

Sobre fotografia

Susan Sontag

R$ 72,90

Preço total de

R$ 170,70

Adicionar ao carrinho

Você pode gostar também de

Companhia de Bolso

A vontade radical

Susan Sontag

R$ 44,90

Companhia das Letras

Contra a interpretação

Susan Sontag

R$ 87,90

Companhia das Letras

Sobre fotografia

Susan Sontag

R$ 72,90

Indisponível

Companhia das Letras

Diante da dor dos outros

Susan Sontag

R$ 54,90

Indisponível

Companhia das Letras

Sob o signo de Saturno

Susan Sontag

R$ 74,90

Companhia das Letras

Contos completos

Liev Tolstói

R$ 219,90

Companhia das Letras

Antes do baile verde

Lygia Fagundes Telles

R$ 64,90

Indisponível

Companhia de Bolso

Doença como metáfora / Aids e suas metáforas

Susan Sontag

R$ 34,90

Ficha Técnica

Título original: Where the stress falls Páginas: 400 Formato: 13.00 X 18.00 cm Peso: 0.327 kg Acabamento: Livro brochura Lançamento: 27/02/2020
ISBN: 978-85-3593-114-3 Selo: Companhia de Bolso Capa: Jeff Fisher Ilustração:

SOBRE O LIVRO

Mais de quarenta artigos foram reunidos no penúltimo livro da brilhante ensaísta americana. De Machado de Assis a Robert Mapplethorpe, ela analisa a literatura, o cinema, a fotografia, a música, a dança e outros temas culturais.

Susan Sontag foi uma das mais influentes intelectuais contemporâneas. Polivalente, ela nunca se contentou apenas com a crítica literária e, desde os anos 1960, aliava o ensaísmo mais rigoroso a um incessante ativismo político.

Sontag esteve entre os poucos intelectuais que decidiram manifestar sua solidariedade à capital da Bósnia, sitiada e bombardeada diariamente pelos sérvios durante a guerra. "Esperando Godot em Sarajevo", incluído nesta coletânea, relata a estada de Sontag na cidade, onde dirigiu uma versão da famosa peça de Samuel Beckett, em 1993. O espetáculo estreou à luz de velas (a energia elétrica tinha sido cortada) e ao som de bombas e tiros de franco-atiradores. "Cultura, cultura séria, é uma expressão da dignidade humana", afirmava Sontag.

Os ensaios dedicados à literatura e às artes visuais mostram o mesmo interesse pelo mundo. Seus comentários se voltam para artistas e escritores de toda parte: Jorge Luis Borges, Roland Barthes, Robert Mapplethorpe, Joseph Brodsky, Juan Rulfo, Elizabeth Hardwick, Machado de Assis, entre muitos outros.

Sobre o autor