Home | Livros | Companhia das Letras | LAVOURA ARCAICA
CLIQUE PARA AMPLIAR

LAVOURA ARCAICA

Raduan Nassar

R$ 62,90

/ À vista

Apresentação

A história de uma vida familiar marcada pela figura autoritária do pai e pelo amor desmedido da mãe. Uma parábola com ressonâncias bíblicas e de intenso vigor poético. Obra-chave da literatura brasileira.

Frequentemente comprados juntos

Companhia das Letras

Lavoura arcaica

Raduan Nassar

R$ 62,90

Companhia das Letras

Grande sertão: veredas

João Guimarães Rosa

R$ 99,90

Companhia das Letras

O quarto de Giovanni

James Baldwin

R$ 59,90

Preço total de

R$ 222,70

Adicionar ao carrinho

Você pode gostar também de

Zahar

Sim, a psicanálise cura!

J.-D. Nasio

R$ 67,90

Objetiva

Sexo no cativeiro (Nova edição)

Esther Perel

R$ 67,90

Companhia das Letrinhas

Que história é essa?

Flavio de Souza

R$ 57,90

Zahar

Introdução clínica à psicanálise lacaniana

Bruce Fink

R$ 114,90

Zahar

Por uma revolução africana

Frantz Fanon

R$ 72,90

Companhia das Letras

Ensaio sobre a lucidez (Nova edição)

José Saramago

R$ 59,90

Companhia das Letras

Freud (1912-1914) - Obras completas volume 11

Sigmund Freud

R$ 87,90

Companhia das Letras

O deus das avencas

Daniel Galera

R$ 62,90

Ficha Técnica

Título original: Lavoura arcaica Páginas: 200 Formato: 13.00 X 19.00 cm Peso: 0.233 kg Acabamento: Livro brochura Lançamento: 19/05/1989
ISBN: 978-85-7164-033-7 Selo: Companhia das Letras Ilustração:

SOBRE O LIVRO

A história de uma vida familiar marcada pela figura autoritária do pai e pelo amor desmedido da mãe. Uma parábola com ressonâncias bíblicas e de intenso vigor poético. Obra-chave da literatura brasileira.

Lavoura arcaica é um texto em que se entrelaçam o novelesco e o lírico, por meio de um narrador em primeira pessoa - André, o filho encarregado de revelar o avesso de sua própria imagem e, conseqüentemente, o avesso da imagem da família. É sobretudo uma aventura com a linguagem: além de fundar a narrativa, a linguagem é também o instrumento que, com seu rigor, desorganiza um outro rigor, o das verdades pensadas como irremovíveis. Lançado em dezembro de 1975, Lavoura arcaica foi imediatamente considerado um clássico, "uma revelação, dessas que marcam a história da nossa prosa narrativa", segundo o professor e crítico Alfredo Bosi.

Sobre o autor