Home | Livros | Penguin-Companhia | NOITES BRANCAS
CLIQUE PARA AMPLIAR

NOITES BRANCAS

Romance sentimental (Das memórias de um sonhador)

Fiódor Dostoiévski
Tradução: Rubens Figueiredo

R$ 44,90

R$ 35,92

/ À vista

Apresentação

Em Noites brancas, o jovem Dostoiévski mostra a sua versatilidade como escritor de gênero breve ao abordar um encontro inesperado entre um homem e uma mulher que se repetirá por quatro noites.

Frequentemente comprados juntos

Penguin-Companhia

Noites brancas

Fiódor Dostoiévski

R$ 35,92

Penguin-Companhia

O eterno marido

Fiódor Dostoiévski

R$ 44,90

Penguin-Companhia

O jogador - (Das memórias de um jovem)

Fiódor Dostoiévski

R$ 42,90

Preço total de

R$ 123,72

Adicionar ao carrinho

Você pode gostar também de

Penguin-Companhia

O eterno marido

Fiódor Dostoiévski

R$ 44,90

Indisponível

Penguin-Companhia

O jogador - (Das memórias de um jovem)

Fiódor Dostoiévski

R$ 42,90

Indisponível

Penguin-Companhia

O vermelho e o negro

Stendhal

R$ 67,90

Penguin-Companhia

O corcunda de Notre-Dame

Victor Hugo

R$ 54,32

Penguin-Companhia

Os miseráveis

Victor Hugo

R$ 119,90

Penguin-Companhia

David Copperfield

Charles Dickens

R$ 62,32

Penguin-Companhia

Os 120 dias de Sodoma

Marquês de Sade

R$ 49,90

Ficha Técnica

Título original: White nights (short story) Páginas: 112 Formato: 13.00 X 20.00 cm Peso: 0.123 kg Acabamento: Livro brochura Lançamento: 31/08/2018
ISBN: 978-85-8285-074-9 Selo: Penguin-Companhia Ilustração:

SOBRE O LIVRO

Em Noites brancas, o jovem Dostoiévski mostra a sua versatilidade como escritor de gênero breve ao abordar um encontro inesperado entre um homem e uma mulher que se repetirá por quatro noites.

Em Noites brancas, o jovem Dostoiévski mostra a sua versatilidade como escritor de gênero breve ao abordar um encontro inesperado entre um homem e uma mulher que se repetirá por quatro noites.São Petersburgo, século XIX. Um homem solitário vaga pela cidade noite adentro, deixando que o sentimento de cada rua, esquina ou calçada o penetre. Durante a caminhada, avista uma mulher aos prantos encostada no parapeito de um canal. Ao acudi-la, tem início um idílio fadado a se dissipar como a tênue claridade das noites de verão na Rússia.Quanto mais o anônimo narrador se aproxima da jovem Nástienka, mais parece se distanciar de sua melancólica vida anterior. Em quatro encontros, no entanto, a crescente intimidade dos dois personagens chega a um inesperado desfecho, quando a última noite por fim termina.A novela de 1848, tida como uma das obras-primas de Dostoiévski no gênero breve, é acompanhada neste volume pelo conto "Polzunkov", escrito no mesmo ano, que mostra uma faceta mais caricata de um dos maiores autores da literatura russa.

Sobre o autor