Home | Livros | Penguin-Companhia | O IDIOTA
CLIQUE PARA AMPLIAR
Ler um trecho

R$ 99,90

/ À vista

Apresentação

Uma das obras mais cultuadas de Fiódor Dostoiévski por veicular ideias pessoais e detalhes autobiográficos -- e, também, uma das preferidas do autor --, O idiota mostra o conflito entre um jovem quixotesco, repleto de boas intenções e sinceridade, e a sociedade russa moderna, desencantada e movida à ganância.

Frequentemente comprados juntos

Penguin-Companhia

O idiota

Fiódor Dostoiévski

R$ 99,90

Penguin-Companhia

Memórias do subsolo

Fiódor Dostoiévski

R$ 49,90

Penguin-Companhia

Alcibíades I

Platão

R$ 44,90

Preço total de

R$ 194,70

Adicionar ao carrinho

Você pode gostar também de

Penguin-Companhia

Memórias do subsolo

Fiódor Dostoiévski

R$ 49,90

Penguin-Companhia

A vida e as opiniões do cavalheiro Tristram Shandy (Nova edição)

Laurence Sterne

R$ 99,90

Penguin-Companhia

O jogador - (Das memórias de um jovem)

Fiódor Dostoiévski

R$ 49,90

Penguin-Companhia

Memorial de Aires

Machado de Assis

R$ 49,90

Penguin-Companhia

Alcibíades I

Platão

R$ 44,90

Penguin-Companhia

Os miseráveis

Victor Hugo

R$ 118,92

Penguin-Companhia

Exílios e poemas

James Joyce

R$ 39,90

Ficha Técnica

Título original: Идиот Páginas: 944 Formato: 13.00 X 20.00 cm Peso: 0.874 kg Acabamento: Livro brochura Lançamento: 17/05/2022
ISBN: 978-85-8285-239-2 Selo: Penguin-Companhia Capa: Alceu Chiesorin Nunes Ilustração:

SOBRE O LIVRO

Uma das obras mais cultuadas de Fiódor Dostoiévski por veicular ideias pessoais e detalhes autobiográficos -- e, também, uma das preferidas do autor --, O idiota mostra o conflito entre um jovem quixotesco, repleto de boas intenções e sinceridade, e a sociedade russa moderna, desencantada e movida à ganância.

Escrito originalmente em formato de folhetim, O idiota narra as desventuras do jovem epilético príncipe Míchkin. Dotado de uma pureza ímpar e expressando-se com sinceridade, este personagem choca-se com uma Rússia secular e desencantada, distante dos ideais cristãos de generosidade e movida por uma busca incessante por dinheiro e status.


Ao retornar a São Petersburgo após um tratamento médico, Míchkin envolve-se em triângulos amorosos da alta sociedade, centrados na disputa pela atenção de Nastássia Filíppovna, uma beldade multifacetada, muitas vezes interpretada como louca pelos homens que a cortejam. Apesar das boas intenções, a presença do príncipe provoca uma série de conflitos que dinamitam aquele círculo social dependente de aparências.

Em parte romance de ideias, em parte romance de costumes, que trata do nacionalismo russo e de um contexto sócio-histórico específico, a prosa de Dostoiévski reluz, em especial, ao contrapor o idealismo de Míchkin com o niilismo individualista de Ippolit, um rapaz tuberculoso despreocupado com a ética de suas ações.


Este livro oferece a análise severa e complexa que o mestre russo faz de uma sociedade moderna que perdeu seu norte moral -- crítica que se mostra relevante até hoje, no capitalismo tardio. Afinal, que espaço há para as boas ações, a compaixão e a caridade em um mundo onde o dinheiro é a força motriz? As agruras do protagonista representam com agudeza a visão desoladora que Dostoiévski tinha de seu entorno, o que levou o escritor a defender as ideias contidas no romance até o fim de sua vida.

"Nada fica fora do terreno de Dostoiévski (...) Tirando Shakespeare, não existe leitura mais interessante." -- Virginia Woolf

Sobre o autor